12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 7)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 7) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Ano passado, escrevi um texto intitulado: “A Fé Que Não Salva”. Nele, expliquei que embora muitos não percebam, o fato é que todo o ser humano, sem exceção, possui algum tipo de fé. Até mesmo a pessoa que afirma não crer que Deus existe precisa da fé para que essa ideia se forme e se concretize na mente. Fé, então, é um dom dado por Deus a todos os seres humanos; um dom universal assim como o amor, a caridade, a empatia e outros dons que todos temos. Baseado neste fato, quando falamos de fé no contexto da oração, não estamos apenas falando de quantidade, de ter muita fé, mas também de qualidade; estamos então procurando desenvolver uma fé voltada para aquilo que nos beneficiará. Não queremos qualquer fé, mas sim a fé correta. Queremos a fé que nos trará respostas às nossas orações.

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 6)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 6) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Das muitas coisas que estou continuamente pedindo a Deus, a humildade está sempre no topo da lista. Faço isto por dois motivos: primeiro, porque conheço muito bem o meu coração e sei do quanto necessito desta bênção; preciso me tornar “pobre em espírito”, pois, como disse Jesus, deles é o Reino dos céus (Mt 5:3). Segundo, porque quero muito agradar a Deus, e sei que um dos pecados que mais desagrada ao Senhor é o pecado do orgulho, especialmente o orgulho espiritual (Lc 18:9-14).

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 5)

(PARTE 5) 12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração Por Markus DaSilva, Th.D.

Por Markus DaSilva, Th.D.

É muito difícil para nós, simples mortais, entender os sentimentos do Criador. Esta é uma dificuldade teológica: como pode Deus estar sujeito àquilo que ele mesmo criou? Pode Deus realmente experimentar o que chamamos de sentimentos? Pode o Senhor de fato ter raiva, curiosidade, ciúme, tristeza, alegria ou prazer naquilo que nós, pequenas e falhas criaturas, fazemos ou deixamos de fazer? Muitos teólogos acham que não, e atribuem expressões de sentimentos divinos nas escrituras à simplificação linguística, ou antropomorfismo, como normalmente é conhecido. Como esta série é sobre a oração, não é necessário que eu me aprofunde neste assunto, mas quero apenas explorar um sentimento que tem muito a ver com oração e que parece bem claro na Palavra: Deus tem prazer no filho agradecido.

Leia mais »