Morrendo Para o Mundo

Morrendo Para o Mundo - Por Markus DaSilva - Mateus 10:30

Por Markus DaSilva, Th.D.

A morte é um evento completo e final; ninguém morre só um pouco ou temporariamente. É exatamente por tais características que o apóstolo Paulo usou o morrer como uma analogia da separação entre os cristãos e o mundo: “Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus” (Cl 3:3). Quando Jesus disse que para segui-lo temos que perder a nossa vida (Mt 10:39), ele foi claro que não está disposto a compartilhar o nosso amor com nada, enquanto aqui vivemos; quem realmente quer ser seu discípulo não pode amar o mundo.

“Depois de terem avançado tanto, não permitam que o inimigo ganhe a batalha por sua alma.”

Muitos entre os servos de Deus, no entanto, não estão levando a sério essas palavras de Jesus. Mas por que não levam a sério? Pensam que foi apenas uma sugestão? Só um conselho? Amados, entendam que Jesus é Deus. Ele não aconselha, não brinca, não insinua, não sugere, não recomenda, não negocia, não usa de técnicas de persuasão… Suas palavras são literalmente a própria vida: aceite-as e você vive, rejeite-as e você morre.

Mas alguém dirá: “Quem lhe fez juiz? Como me acusa de amar o mundo? Só Deus conhece os segredos do coração!” Verdade, só Deus sonda, mas nesse caso não é necessário que alguém lhe julgue pois os seus próprios atos lhe acusam; aquilo que você faz abertamente lhe condena. Os filhos das trevas amam os filmes? Você também; amam as novelas? Você também; os livros, os seriados, os shows, os jogos, a política… tudo que o descrente ama você também ama… Acredite, você não precisa do grande trono branco para lhe condenar, embora muito em breve você terá essa oportunidade (Ap 20:11-12).

Irmãos, não escrevo essas coisas para causar desânimo, muito pelo contrário, escrevo para que vocês se arrependam, se convertam, e se salvem enquanto há tempo. Vocês já deram o maior dos passos quando procuraram a Cristo, e a seguir se batizaram e começaram a congregar. Mas o que ocorreu com a sua santificação? (Hb 12:14). Alguns de vocês ainda não morreram para o mundo, mas persistem em continuar nesse estado de mornidão: “Assim, porque você é morno, não é frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca” (Ap 3:16). Queridos, depois de terem avançado tanto, não permitam que o inimigo ganhe a batalha por sua alma; submetam-se a Deus e lutem com clamor e lágrimas, pedindo por força e misericórdia a todo instante, pois o Senhor é muito bom, tardio em irar-se e cheio de compaixão por aqueles que genuinamente o procuram. Espero te ver no céu.