O Único Evangelho

O Único Evangelho - por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Primeiro, existe um único Deus, Pai, Filho e Espírito. Segundo, existe um único caminho, Jesus. Terceiro, existe um único evangelho, a Sua palavra.  Esse evangelho tem como objetivo nos instruir em como vencer as lutas diárias na terra e por fim entrarmos no céu. Em síntese, esses três pontos, se cridos e seguidos, seriam suficientes para levar o mundo inteiro à restauração do nosso relacionamento com o Criador (Jo 3:16). O plano da salvação envolve essas três verdades. Ninguém pode omitir uma delas e esperar receber a vida eterna.

“Não os sigam, não os imitem, não os ouçam. Sigam, imitem e ouçam apenas a Cristo.”

Geralmente, o cristão não tem problema com os dois primeiros pontos. É quando se trata de seguir o evangelho, de obedecer as palavras de Cristo, que ele encontra o seu grande obstáculo. Isso não é novidade. Quando Jesus ainda estava fisicamente conosco, muitos queriam caminhar com ele, mas quando ouviram as suas instruções, acharam o preço do discipulado alto demais e o abandonaram (Jo 6:66). A diferença é que antes eles pararam de seguir a Cristo, enquanto hoje uma boa parte dos cristãos ignora as palavras de Jesus, mas mesmo assim diz que o segue. Como se obedecer a Jesus fosse algo opcional (Jo 14:21).

Queridos, quando Jesus nos diz que se alguém quiser acompanhá-lo terá que negar a si mesmo e tomar diariamente a sua cruz (Lc 9:23), ele não está nos dando uma sugestão, mas sim um mandamento. Quando esse mandamento nos foi dado, Jesus não estava dialogando com os discípulos sobre as várias opções para segui-lo e deixando que cada um escolhesse a que melhor casasse com o seu estilo de vida, com a sua agenda, com a sua preferência individual. O mandamento de Jesus foi claro e objetivo: abandone o eu, faça somente aquilo que me agrada, diga não aos seus desejos, aí sim você será um dos meus.

Amados, não se enganem. Muito do que se prega nos dias atuais não se trata do evangelho, mas sim de palavras de homens. Homens que ainda não morreram para o eu, mas que se veem em posição de ensinar a outros. São cegos guiando cegos (Mt 15:14). São amantes de si mesmos; meditam continuamente sobre como satisfazer os desejos da carne. Eles querem usufruir ao máximo esse mundo e ao mesmo tempo ganhar a vida eterna, algo que jamais ocorrerá, pois, o único e verdadeiro evangelho nos diz que nessa terra quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por causa de Jesus a encontrará (Mt 10:39). Não os sigam, não os imitem, não os ouçam. Sigam, imitem e ouçam apenas a Cristo. Já não temos muito tempo. Espero te ver no céu.