Arquivo da tag: Oração

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 12)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 12) - O Grande Plano - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Fechando esta série sobre a oração, falaremos da verdade que deve estar, ou que deveria estar, gravada no coração de todo o cristão. Como qualquer ser humano, queremos ser felizes. Enquanto a maioria procura a felicidades nas coisas deste mundo, nós a procuramos em Deus e confiamos nas suas promessas de que ele cuidará de nós (Fp 4:19). Somos, porém, frequentemente atacados por tentações, privações, aflições e tribulações que nos causam ansiedade e inquietude. Perguntamos então: Não é este o objetivo da oração: que fiquemos livres de todos esses tormentos? Não nos basta pedir para que possamos usufruir de uma vida sem problemas? Afinal, do que consiste o plano que Deus tem para nós aqui neste mundo? Por que oramos?

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 11)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 11) - A Intimidade - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Ter intimidade com Deus é o grande objetivo de todo o guerreiro de oração. Quando duas pessoas são íntimas, significa que existe um ambiente de confiança entre elas; significa que há um entendimento mútuo quanto aos sonhos e metas de cada pessoa. Obviamente, também existe amizade pois ninguém é íntimo de alguém a menos que sejam amigos e queiram tudo de bom, um para o outro. Pessoas íntimas se abrem e expõem suas alegrias e tristezas, sabendo que o amigo, sempre fiel, estará com ele nos sorrisos e será um apoio confiável nas lágrimas (Pv 18:24).

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 10)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 10) - O poder da persistência - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

O Senhor tem prazer em ouvir dos seus filhos. Quando o cristão se empenha em pedir algo a Deus, ele deve se compenetrar de dois pontos fundamentais: O primeiro é o reconhecimento íntimo de que o Senhor é muito sábio e muito bom; o segundo é lembrar que Deus não exerce a sua sabedoria e bondade distribuindo bênçãos a qualquer um que lhe peça, sem considerar tudo o que está em jogo. Devemos também lembrar que para nós, que amamos e obedecemos a Deus, o Senhor é mais do que Deus — ele é o nosso Pai — e não receberemos dele nada além daquilo que realmente será de benefício para nós e para os nossos queridos (Tg 1:17). Paralelo a esse fato, a nossa compreensão daquilo que é bom ou mau para nós frequentemente está muito além da realidade; realidade esta que apenas a onisciência divina consegue ver (Is 55:8-9).

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 9)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 9) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

O mundo em que vivemos não é aquilo que muitos imaginam ser. Seis mil anos de pecado surtiu um efeito de cegueira progressiva na população. Cada vez mais deparamos com pessoas que não conseguem ver sequer um palmo adiante do nariz. Cegos com o agravante de quererem convencer aos outros que o universo consiste tão somente do pouco que eles conseguem conceber. Satanás e os anjos caídos certamente se deleitam em fazer a sua obra de destruição em um ambiente tão amigável como este em que vivemos. Isto é, até que encontram aqueles que possuem a visão espiritual; aqueles que vivem não pelo que veem, mas sim pela fé (2Co 5:7; Hb 10:38).

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 8)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 8) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Todo o servo de Deus é um trabalhador, um obreiro. É por isso que frequentemente, nas suas parábolas, Jesus utilizou como ilustração o relacionamento entre um dono de uma plantação com os seus operários. Geralmente temos a imagem de Deus Pai e Filho como proprietários e dos cristãos como administradores, servos e inquilinos (Mt 21:33-46). Alguns destes obreiros de Deus são bons e fiéis, enquanto outros deixam muito a desejar quanto ao cumprimento das tarefas que lhes foram dadas (Lc 19:11-27), mas bem ou mal, todos eles se empenham em executar a obra de manter as terras do Mestre em plena produção.

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 7)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 7) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Ano passado, escrevi um texto intitulado: “A Fé Que Não Salva”. Nele, expliquei que embora muitos não percebam, o fato é que todo o ser humano, sem exceção, possui algum tipo de fé. Até mesmo a pessoa que afirma não crer que Deus existe precisa da fé para que essa ideia se forme e se concretize na mente. Fé, então, é um dom dado por Deus a todos os seres humanos; um dom universal assim como o amor, a caridade, a empatia e outros dons que todos temos. Baseado neste fato, quando falamos de fé no contexto da oração, não estamos apenas falando de quantidade, de ter muita fé, mas também de qualidade; estamos então procurando desenvolver uma fé voltada para aquilo que nos beneficiará. Não queremos qualquer fé, mas sim a fé correta. Queremos a fé que nos trará respostas às nossas orações.

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 6)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 6) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Das muitas coisas que estou continuamente pedindo a Deus, a humildade está sempre no topo da lista. Faço isto por dois motivos: primeiro, porque conheço muito bem o meu coração e sei do quanto necessito desta bênção; preciso me tornar “pobre em espírito”, pois, como disse Jesus, deles é o Reino dos céus (Mt 5:3). Segundo, porque quero muito agradar a Deus, e sei que um dos pecados que mais desagrada ao Senhor é o pecado do orgulho, especialmente o orgulho espiritual (Lc 18:9-14).

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 5)

(PARTE 5) 12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração Por Markus DaSilva, Th.D.

Por Markus DaSilva, Th.D.

É muito difícil para nós, simples mortais, entender os sentimentos do Criador. Esta é uma dificuldade teológica: como pode Deus estar sujeito àquilo que ele mesmo criou? Pode Deus realmente experimentar o que chamamos de sentimentos? Pode o Senhor de fato ter raiva, curiosidade, ciúme, tristeza, alegria ou prazer naquilo que nós, pequenas e falhas criaturas, fazemos ou deixamos de fazer? Muitos teólogos acham que não, e atribuem expressões de sentimentos divinos nas escrituras à simplificação linguística, ou antropomorfismo, como normalmente é conhecido. Como esta série é sobre a oração, não é necessário que eu me aprofunde neste assunto, mas quero apenas explorar um sentimento que tem muito a ver com oração e que parece bem claro na Palavra: Deus tem prazer no filho agradecido.

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 4)

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 4) - Quando Deus responde com um não

Por Markus DaSilva, Th.D.

Desde o início desta série tenho enfatizado que Deus sempre responde as orações dos seus filhos. Isso, certamente, não quer dizer que os seus filhos sempre aceitam as respostas recebidas. Na realidade, muito dos nossos sofrimentos ocorrem exatamente pelo fato de que nos aproximamos do trono do Senhor com a nossa cabeça já feita quanto à como o nosso pedido deverá ser atendido. Frequentemente possuímos na nossa mente um plano de ação já traçado e procuramos o Senhor não para que ele nos diga o que devemos fazer, mas simplesmente para que Ele leia, concorde, e assine embaixo. Na construção dos nossos sonhos, não procuramos tanto por um arquiteto, mas sim por um bom mestre de obras.

Leia mais »

12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração (Parte 3)

12 VERDADES QUE PRECISAMOS SABER SOBRE A ORAÇÃO (PARTE 3) - Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

No texto anterior, explicamos que existe um processo divino no qual todas as coisas no universo se encaixam perfeitamente, incluindo as respostas às nossas orações (Dn 2:21; Sl 145:9; Mt 5:45). Esclarecemos que Deus geralmente responde as orações dos seus filhos utilizando de processos naturais, mas que quando necessário, utiliza de meios sobrenaturais, ou miraculosos, com a mesma facilidade. Como eu disse: Jesus ainda sabe andar sobre as águas.

Leia mais »