Arquivo da tag: Salvação

As Táticas Do Inimigo Da Igreja Reveladas (Parte 3)

As Táticas Do Inimigo Da Igreja Reveladas (Parte 3) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Conforme prometido, lidaremos neste texto com a falsa ideia de que existe um desespero no céu para o ganho de almas; a ideia de que tudo o que vier à mente deve ser feito para que as pessoas venham à igreja, um vale tudo; a ideia de que a função dos líderes é criar um ambiente atrativo para o ímpio. E finalmente, a pior de todas, a ideia de que o cristianismo morrerá a menos que se torne “relevante” para a comunidade, especialmente para os jovens. O inimigo tem usado essa tática com sucesso em praticamente todas as denominações cristãs. Disse “ganho de almas” no início porque essa frase faz parte do seu engano, mas a realidade é que além de não haver nenhum desespero no céu, ter a “casa cheia” nunca foi e nunca será prova em si mesma de que almas estão de fato sendo ganhas para Cristo.

Leia mais »

Homem De Dores (Parte 2)

HOMEM DE DORES (PARTE 2) - Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Na primeira parte deste texto, expliquei que a razão do enorme sofrimento que Jesus teve que passar para nos dar a salvação pode-se resumir em duas palavras: pecado e justiça. Mencionei também que essas duas palavras estão cada vez mais sendo ignoradas pelos líderes nestes últimos dias. As celebridades recebem aprovação e gargalhadas dos seus fiéis admiradores através das suas piadas, gracejos, e mensagens de paz, paz, quando não há paz (Jr 6:14). Pecado e justiça são temas irrelevantes para aqueles que se opõe ao caminho da cruz. Oferecem em seu lugar uma estrada larga e uma porta espaçosa.

Leia mais »

A Onipotência (Série Os Atributos De Deus)

A Onipotência (Série Os Atributos De Deus) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Dos atributos de Deus que conhecemos, a onipotência é o que mais se destaca. Devido à nossa incapacidade de fazer tantas coisas que gostaríamos de fazer, saber que não existe limite para o Criador é sem sombra de dúvidas o que mais nos atrai a Ele. Imaginamos corretamente que se tão somente tivéssemos alguém com todo esse poder do nosso lado, certamente estaríamos bem (Ef 1:19; Ro 8:31).

Leia mais »

Vivendo Em Terras Invadidas (Parte 2)

Vivendo Em Terras Invadidas (Parte 2) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Conforme explicado na primeira parte deste texto, o maior dos problemas do cristão é ter que conviver diariamente com o enorme exército espiritual que se opõe a Deus (Ap 12:9). A liderança desse exército tem ao seu dispor uma imensidão de anjos caídos, grande número de seres humanos alistados, e um arsenal de ferramentas, especialmente nos meios de comunicação, para usar nos seus ataques diários.

Leia mais »

Vivendo Em Terras Invadidas (Parte 1)

Vivendo Em Terras Invadidas (Parte 1) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Recentemente escrevi um artigo sobre o coração. Nele, expliquei que muito embora não temos como controlar de uma forma direta o nosso coração, podemos direcioná-lo através da mente. Como ilustração, usei o barco, o vento e a vela. Quando queremos navegar para um determinado porto, precisamos do vento, que é o nosso coração. Mas a direção do vento raramente nos favorece; muito pelo contrário, o mais comum é esse vento soprar num sentido bem oposto ao nosso destino (Jer 17:9). A vela, nesse caso a mente, é a maneira pela qual forçamos o vento a nos impulsionar até onde queremos chegar (Rom 12:2).

Leia mais »

Homem de Dores (Parte 1)

Homem de Dores (Parte 1) - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Desde pequeno ele sabia o que lhe esperava. Ainda novo, crescia no conhecimento das escrituras e via claramente que todas as profecias falavam dele (Lc 2:46-51). Cada verso que lia sobre si mesmo apontava para uma vida repleta de falsas acusações, rejeições e traições. Aqueles que deveriam estar felizes com a sua vinda seriam os seus maiores inimigos (Jo 1:11). Ninguém via isso, ninguém entendia. Estava só no princípio e seguiu só até o fim (Mt 26:40). Jesus cresceu, e exatamente como esperava, foi rejeitado dos homens; foi um homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, foi desprezado, e não fizemos dele caso algum (Is 53:3).

Leia mais »

A Cruz Nossa De Cada Dia

A Cruz Nossa De Cada Dia - Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

A essência do evangelho é a cruz. A essência da cruz é o sacrifício. A essência do sacrifício é a redenção. A essência da redenção é a graça. A essência da graça é o amor. A essência do amor é Deus.

Leia mais »

Não Julgueis!

Não Julgueis! - br.markusdasilva.org

Por Markus DaSilva, Th.D.

Quando Jesus estava fisicamente conosco neste mundo, os seus maiores inimigos não foram os pagãos romanos ou os idólatras gregos; tampouco foram os excluídos da sociedade: prostitutas, ladrões, adúlteros, beberrões e outros. Não, os opositores de Cristo não vieram de fora, mas de dentro; surgiram dentre os seus; dentre aqueles que se intitulavam servos de Deus, os líderes de Israel e seus seguidores. Foram os fariseus, os saduceus, os escribas, os doutores da lei que não o receberam (João 1:11).

Leia mais »

Apenas Duas Opções

Apenas Duas Opções - markusdasilva.org

Por Markus DaSilva, Th.D.

O cristianismo é uma religião ao mesmo tempo inclusivista e exclusivista. Inclusivista porque o convite é feito a todos (Jo 3:16). Exclusivista porque o verdadeiro cristianismo, aquele ensinado por Cristo, apresenta apenas duas opções para o ser humano: a que leva à felicidade eterna e a que leva à perdição eterna (Jo 14:6). Uma opção exclui a outra. Essas duas opções permeiam o evangelho: dois caminhos, duas portas (Mt 7:13-14), duas árvores (Mt 7:18), duas casas construídas (Mt 7:24-27), duas sementes (Mt 13:24-25) … etc. Sempre duas opções apresentadas ao ser humano para que ele saiba de uma forma simples a consequência, boa ou ruim, do exercício do seu livre arbítrio.

Leia mais »

Recusando A Salvação

Recusando A Salvação Por Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

O Senhor me chamou para pregar o evangelho da obediência e da santificação entre o seu povo. Lembrando-me continuamente das minhas fraquezas, procuro imitar a Cristo na sua compaixão e amor por aqueles que correm o risco de perder a batalha contra a carne.

Leia mais »