Descanso » Mateus 11:29 » Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei…

Descanso » Mateus 11:29 » Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. | br.markusdasilva.org
Descanso » Mateus 11:29 » Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.

Evangelho Segundo Mateus, Capítulo 11 – Bíblia Sagrada Almeida.

Nome Original: ΚΑΤΑ ΜΑΘΘΑΙΟΝ

Comentário de Mateus 11

Mateus 11:3 Estudo

Mensageiros de João Batista Questionam a Jesus.

1 Tendo acabado Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles. 2 Ora, quando João ouviu, no cárcere, falar das obras do Cristo, enviou dois dos seus discípulos, 3 a dizer-lhe: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro? 4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: 5 os cegos veem, e os coxos andam; os leprosos são purificados, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho. 6 E bem-aventurado é aquele que não se escandalizar em mim.

Não é muito claro a razão da aparente dúvida de João Batista quanto à identidade de Jesus como o Messias de Israel. O fato de Mateus informar que o evento que suscitou a pergunta de João foram as notícias das obras que Jesus estava fazendo na região, levanta duas teorias. A primeira, e que é a favorita de teólogos e pregadores, é a de que João esperava que Jesus iria libertá-lo da prisão, mas como isto não ocorreu, levantou a possibilidade de que havia cometido um engano ao identificar publicamente a Jesus como o Cristo. Não creio que seja este o motivo, pois nada que lemos sobre João Batista corrobora com a imagem de um homem que rejeitaria prisão e morte como parte da sua missão. Muito pelo contrário, o que lemos é a descrição de alguém que estava preparado para qualquer situação vinda de Deus, sobretudo o seu inusitado estilo de vida, sua coragem frente as autoridades, e acima de tudo a sua consciência quanto ao seu chamado.

A segunda, e o que creio ser mais provável, é que, pelo menos parte da informação que recebia sobre Jesus eram incorretas. Ou seja, alguns detalhes que ouvia sobre o ministério de Cristo, na sua opinião, não condizia com a sua posição do Messias enviado de Deus. Devemos lembrar que existia entre os judeus muito mal-entendido quanto a natureza da missão do Messias. Ao ouvir o que chegava até a ele, decidiu averiguar com o próprio Jesus do que consistia o seu dia a dia como o Salvador da humanidade.

Na sua humildade e extremo respeito por Jesus, não perguntou se isto ou aquilo era verdade, mas foi direto ao ponto: “És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?” Jesus, por sua vez, entendeu perfeitamente o que se passava pela mente do amado profeta e deu uma resposta que João também entenderia e descançaria na certeza de que o seu chamado como “a vóz que clama no deserto” foi executado com sucesso: “Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos veem, e os coxos andam; os leprosos são purificados, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho. E bem-aventurado é aquele que não se escandalizar em mim” (Mat 11:4-6).

Jesus não respondeu a João com um sim, como talvez fosse esperado, mas foi bem mais além, ao pedir que os discípulos de João reportassem a ele não apenas palavras, mas sim evidências que comprovavam indubitavelmente que Jesus era de fato aquele a quem Deus Pai testificou e o Espírito confirmou ser o Messias durante o seu batismo.

7 Ao partirem eles, começou Jesus a dizer às multidões a respeito de João: que saístes a ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? 8 Mas que saístes a ver? Um homem vestido de roupas finas? Eis que aqueles que vestem roupas finas estão nas casas dos reis. 9 Mas que saístes a ver? Um profeta? Sim, vos digo eu, e muito mais que um profeta. 10 Pois este é aquele de quem está escrito: Eis que envio o meu mensageiro perante tua face, que preparará diante de ti o teu caminho. 11 Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele. 12 E desde os dias de João Batista, até agora, o reino dos céus sofre violência, e os violentos o tomam pela força. 13 Pois todos os profetas e a lei profetizaram até João. 14 E, se quereis aceitar, é este o Elias que havia de vir. 15 Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. 16 Mas, a quem compararei esta geração? É semelhante aos meninos que, sentados nas praças, clamam aos seus companheiros, 17 dizendo: Nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações, e não pranteastes. 18 Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Ele tem demônio. 19 Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores. Entretanto a sabedoria é justificada por seus filhos. 20 Então começou ele a denunciar as cidades onde realizara a maior parte dos seus milagres, por não se haverem arrependido: 21 Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom, fossem feitos os milagres que em vós se fizeram, há muito elas se teriam arrependido com saco e com cinzas. 22 Contudo, eu vos digo: Haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do juízo, do que para vós. 23 E tu, Cafarnaum, que te elevas até ao céu, serás lançada na cova; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até hoje. 24 Contudo, eu vos digo: Haverá menos rigor para a terra de Sodoma, no dia do juízo, do que para ti. 25 Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. 26 Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. 27 Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar. 28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. 29 Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.

Algo que podemos observar logo de cara nessas palavras de Jesus é o fato de que Ele não nos oferece uma vida sem um jugo. Sim, o jugo de Jesus é suave e o fardo que vai sobre o jugo é leve, mas ainda assim se trata de um jugo e de um fardo. Muitos focam nas características do jugo e do fardo de Jesus, sua suavidade e leveza, mas esquecem que o que Ele nos oferece não é uma eliminação de jugo e de fardo, mas sim uma substituição.

30 Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.
 

© Copyright 2012-2020 US Library of Congress by Markus DaSilva All rights reserved worldwide.  

ATENÇÃO: Gostaria de receber os nossos estudos teológicos avançados semanalmente sem qualquer custo? Registre neste link: REGISTRAR   

Homem presidiário do pecado sexual segurando uma grade   

Lotipos: Semeadores da Palavra - Estudos Bíblicos - markusdasilva.org  

E conhecereis a verdade…