🔊 Especial: O Cristão E A Pornografia – Vício E Libertação [Com Áudio]

O Cristão E A Pornografia – Vício E Libertação - Por Markus DaSilva

Atenção:
O áudio deste texto é um pouco longo (0:27 min). Ao baixar o áudio, em alguns celulares pode parecer que nada está ocorrendo, mas de fato o MP3 está baixando. Tenha um pouco de paciência.

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

INTRODUÇÃO:

Este texto é baseado nas Escrituras Sagradas e contém instruções que realmente funcionam. Leia, ponha em prática, e você vai se libertar do vício em pornografia. O que está aqui escrito é apenas para o cristão que verdadeiramente quer se ver livre e que está disposto a ouvir e pôr em prática as palavras de Jesus, conforme nos disse o nosso irmão Tiago: “Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos” (Tg 1:22). O Senhor prometeu que nos libertaria de todas as prisões do pecado (Lc 4:18), e tudo o que ele promete ele cumpre: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou prometeria e não cumpriria?” (Nm 23:19).

“…para que não sejamos vencidos por Satanás, porque não ignoramos as suas táticas.” 2 Coríntios 2:11

O cristão que se vê desejando o prazer que se obtém na pornografia está sendo impulsionado nesta direção por duas forças: uma interna e a outra externa. Estas duas forças não agem isoladamente contra ele, mas sim em conjunto, criando assim, em muitos casos, uma vontade quase que irresistível. A força interna, consiste no desejo natural, mas alterado, da carne (corpo e mente) de intimidade com outros seres humanos. Este é um impulso universal e não necessariamente sexual. Mesmo os indivíduos de mais idade, que já não possuem interesse sexual, desejam ser íntimos com outros seres humanos. Mas, obviamente, nos indivíduos mais novos este impulso se manifesta fortemente no desejo de ser sexualmente íntimos um com outro.

A força externa, vem de Satanás e seus anjos caídos. Estes seres espirituais trabalham contra o cristão intensificando o desejo natural, acima mencionado, através de sugestões e projeções mentais de cenas já vistas ou vividas no seu passado. É por isso que disse que esse desejo foi “alterado”. Os ataques podem variar em intensidade, dependendo da pessoa que eles estão atacando. Quanto mais eles considerarem o alvo uma ameaça para os seus objetivos, mais fortes serão os ataques. Para se fortalecerem nos ataques contra o cristão, eles podem  aumentar o número de demônios ou enviar aqueles que são mais especializados nesta área (Mt 12:45; Mc 9:29). Este é um dos motivos que existem tantos líderes cristãos envolvidos em escândalos sexuais.

Nesta explicação sobre os ataques de Satanás, não se pode deixar de lado os seres humanos, aliados do diabo, que são utilizados pelo inimigo de várias formas para fazer com que o cristão que foi apanhado nesta armadilha continue preso nela para sempre.

Devo também esclarecer que se as instruções contidas neste texto forem seguidas, não apenas o vício em pornografia, mas todos os outros vícios, contrariedades e obstáculos que por ventura existirem na sua vida, em todas as áreas, serão naturalmente repelidos, e você se tornará em todos os sentidos uma pessoa livre. Esta verdade é garantida pelo próprio Jesus: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8:36. Ver também: 2Co 3:17; Gl 5:1; Ro 8:2).

O TAMANHO DO PROBLEMA DO VÍCIO EM PORNOGRAFIA NO MEIO CRISTÃO:

Hoje em dia, falar do problema que é a pornografia entre os cristãos é quase desnecessário. Praticamente todos nós conhecemos casos de casamentos e famílias destruídas por esse pecado. Este vício já afeta todas as faixas etárias: crianças, jovens e idosos. Afeta todas as classes sociais e todas as áreas profissionais. Minha esposa e eu sabemos de líderes religiosos, inclusive pessoas que conhecemos pessoalmente, que tiveram suas famílias e ministérios arruinados por causa da pornografia.

COMO A LIBERTAÇÃO FUNCIONA:

Mas como já disse, é desnecessário falar que existe um problema quando ele já se tornou tão óbvio como a pornografia no meio cristão. Vamos à solução que temos na Bíblia Sagrada sobre como vencer este vício. Temos muito o que instruir, mas começaremos com o que o nosso irmão Paulo nos disse, este é um verso chave. Nas palavras mais importantes, coloquei entre colchetes outras opções de tradução do original grego para que você veja a profundidade destas palavras: “E não vos conformeis [moldar, ou se adaptar ao padrão] com este mundo, mas transformai-vos [passar por uma metamorfose] pela renovação [ou mudança completa] do vosso entendimento [ou mente], para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade [desejo ou prazer] de Deus” (Ro 12:2).

Quando queremos algo do Senhor, motivação, ou objetivo, é tudo. Se começarmos pelo fim desse verso de Paulo, podemos ver qual deve ser o objetivo final quando o cristão resolve renovar a sua mente: agradar a Deus, satisfazer o desejo de Deus, fazer com que Ele sinta prazer em nós. Com esse tipo de motivação, é garantido que Deus atenderá ao desejo de todo o cristão que quer vencer o vício em pornografia.

Renovação da mente, sair do molde deste mundo e se moldar em Cristo, esta é a cura para o cristão que deseja vencer de vez este vício. Esta cura é sempre eficaz, mas apenas para a pessoa que realmente quer de todo o coração se libertar. Aliás, não só a pornografia, mas todas as curas espirituais que existem na Bíblia só ocorrem quando o coração realmente deseja receber uma libertação. Renovar a mente requer determinação e sacrifício. Requer abandonar, por amor a Cristo, muito das coisas que você no momento gosta e não vê nada de mais nelas. Coisas que podem não estar diretamente ligadas ao vício em pornografia, mas que no quadro geral contribuem para o problema. Digo “no momento gosta” porque depois de um tempo, as coisas que abandonamos passam a ser consideradas pela mente renovada como lixo. Não conseguimos acreditar como no passado tivemos interesse por estas coisas.

Quando renovamos a mente, nós não apenas tiramos coisas, mas fazemos sim uma substituição, caso contrário ficaríamos com a mente vazia, e certamente não procuramos este resultado. Falarei daquilo que deve entrar na mente daqui a pouco. Agora me concentrarei naquilo que deve sair.

NA PRÁTICA:

Antes de começar com uma lista de coisas que a pessoa que quer renovar a mente terá que fazer, deixe-me adiantar que tudo o que incluí nesta lista eu mesmo, e a minha esposa, seguimos. Não estou pedindo nada além daquilo que já fazemos por anos. Deixe-me também adiantar que o motivo que não se ouve este tipo de ensinamento nas igrejas é porque a grande maioria dos líderes ainda amam este mundo. Se ensinassem estas verdades estariam condenando a si mesmos. Falam de Jesus, dizem que o amam, mas não obedecem aquilo que Ele ensinou, simples assim.

A primeira coisa que deve ser abandonado é todo o entretenimento mundano: filmes, seriados, desenhos, esportes, noticiários, documentários, livros de ficção, revistas seculares, rádios, músicas seculares… tudo. O ponto aqui é você deixar a sua mente completamente desprovida de material o qual o inimigo possa usar para direcionar a sua imaginação em uma direção que não seja a direção a Deus. Acredite, o diabo é astuto e não precisa de muito material para levar o homem no caminho errado, é por isso que temos que ser rigorosos.

Preste atenção nisto pois é fácil se confundir: o objetivo final da santificação não é ter uma vida afastada do mundo, mas sim ter uma vida voltada para Deus. Afastar-se do mundo faz parte do processo, mas não é o que realmente procuramos no final. O que realmente queremos é ser um com Deus, Pai, Filho e Espírito Santo: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” (Mt 22:37). “Naquele dia, conhecereis que estou em meu Pai, e vós, em mim, e eu, em vós” (Jo 14:20). “Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito” (1Jo 4:13).

A segunda coisa é se distanciar de pessoas e ambientes que não contribuem para o seu objetivo, que é ter uma mente renovada por Cristo. Isso inclui más amizades dentro e fora da igreja, parentes mundanos, festas e locais onde você sabe que lá Deus não se encontra.

Estou a par de que a maioria das pessoas estudam e trabalham em ambientes seculares, mas você não precisa se envolver além daquilo do que é exigido pela sua profissão. Agora, obviamente, seria um absurdo para um cristão querer ter uma mente santificada, mas aceitar trabalhar em um local cujo “proprietário” seja o próprio Satanás, como bares, motéis, clubes noturnos, lotéricas, cinemas… etc. Espero que este não seja o seu caso.

Antes de continuar, não pense que não sei o que a maioria das pessoas pensam quando veem um texto como este. Sei muito bem. As palavras que vêm na mente deles são do tipo: radicalismo, extremismo, legalismo… e o motivo é que estas pessoas não entendem a severidade do problema do pecado na vida do ser humano: “o pensamento do coração do homem é mau desde criança” (Gn 8:21). “O que confia no seu próprio coração é um tolo” (Prv 28:26). Por confiarem em si mesmos, e acharem que têm autocontrole, imaginam ser possível se santificarem e ao mesmo tempo curtir os prazeres do mundo. Um absurdo e uma contradição pois santificação significa separação. “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2:15). Quer ver radicalismo? Ouça o que o próprio Jesus nos disse: “Aquele que ama a sua vida, a perderá; ao passo que aquele que odeia a sua vida neste mundo, a conservará para a vida eterna” (Jo 12:25). Quanto ao pecado, Ele nos disse: “se o teu olho direito te faz pecar, arranca-o e atira-o para longe de ti, pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que todo o teu corpo seja lançado no inferno” (Mt 5:29-30). Não existe meio termo. Ou você ama a Jesus e odeia o mundo ou ama o mundo e despreza a Cristo.

Mas como eu disse, uma vez que não estamos mais permitindo a entrada daquilo que pertence ao mundo na nossa mente, devemos alimentar a alma com material livre de corrupção. Devemos permitir apenas aquilo que edifica; aquilo que aumenta o nosso conhecimento do Senhor: “Assim como a corça anseia pelas águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus” (Sl 42:1). Estes são os três maiores instrumentos disponíveis para nos aproximar de Deus: a Palavra, a oração e o jejum.

A PALAVRA:  Você deve ler a Bíblia todo o momento que lhe for possível (2Tm 3:16). Hoje em dia é muito fácil com tantos sites e aplicativos disponíveis. Se for mais conveniente, ouça no seu celular. Eu pessoalmente nunca paro de ler ou ouvir a Bíblia em casa, no trabalho, ou no carro. Às vezes leio ou ouço livros de autores que comentam a Bíblia, mas a própria Bíblia Sagrada é o meu livro favorito. Estou sempre aprendendo algo novo, embora não sei quantas vezes já li a Palavra de Deus.

Não pense você que sempre foi assim. Alguns anos atrás, os meus livros favoritos eram os de ficção científica. Não só livros, mas também filmes e seriados. Não perdia uma série. Também esporte. Amava todos eles. Sem mencionar as músicas seculares. Quanto à minha esposa, ela possuía centenas de livros de romance. Até que um dia acordamos, ou melhor, Deus nos acordou, para a realidade. Achávamos que éramos bons cristãos, mas amávamos o mundo e estávamos cada vez mais nos distanciando de Jesus. O que quero dizer é: somos seres humanos como você. Se conseguimos, qualquer um consegue. Lembre-se: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4:4).

A ORAÇÃO:

Você deve orar o tempo todo (Lc 18:1). Oração é se comunicar com Deus, e sem comunicação não pode haver um relacionamento, sabemos disso. Não tem que ser longas, mas tem que ser constantes. Apenas uma vez por dia eu faço uma oração longa mas faço pequenas orações o dia todo. Muitas das minhas orações consistem de menos de seis palavras: “Jesus, tem misericórdia de mim!” ou “Jesus, me ajude!” Recentemente, comecei a orar no meio da noite. Se o Senhor me acordar entre meia-noite e 3h30 (4h é o meu horário normal de acordar e ir pro trabalho), entendo que Ele quer que eu ore. Me levanto, lavo o rosto e oro por uma hora caminhando na sala e na cozinha da casa sem fazer barulho para não acordar ninguém. Quando termino, volto para a cama, a menos que já esteja na hora de tomar o café da manhã e ir trabalhar.

Duas vezes por semana, vou fazer o que aqui nos EUA chamamos em inglês de “prayer walk” ou “caminhada de oração”. Ando aqui mesmo no condomínio onde moro por meia hora, orando baixinho. Também reservo uns 10 minutos no carro todas as manhãs quando vou trabalhar. No mais são as orações pequenas, o tempo todo, como já mencionei. Ah, sim, também oro com a minha esposa por uns 10 minutos todas as noites.

Procure orar em voz audível. Se você está sozinho, ore com a sua voz normal. Se tem gente nas proximidades, ore em sussurro. Se estão muito perto, ore em pensamento, mas sempre dê preferência por orar audivelmente, assim como Jesus o fazia (Jo 17:1a; Heb 5:7).

Todas as vezes que a tentação de ver pornografia surgir, comece imediatamente a pedir ajuda a Jesus audivelmente: “Jesus, me ajude! Jesus, tem misericórdia de mim! Jesus, não me abandone! Oh meu Jesus, me ajude!” Não pare até que a sua mente se volte para outra coisa. Se a vontade retornar, volte a clamar por Jesus.

O JEJUM:  O jejum é o companheiro íntimo da oração (Lc 2:37; Lc 5:33a). Muito se pode falar sobre o jejum, mas para este texto, quero apenas dizer que o jejum está ligado à humildade e ao sacrifício pessoal. Ao jejuarmos estamos oferecendo um sacrifício a Deus, estamos nos humilhando perante o Senhor, e estamos mostrando a Ele o quanto necessitamos que Ele atente ao que estamos pedindo. Grandes homens e mulheres de fé tinham, e continuam tendo, o jejum como um ato de adoração a Deus normal no dia a dia (Sl 35:13; 2Co 11:27).

AVISO:  Por motivo de saúde, nem todos podem jejuar. Se você tiver qualquer problema de saúde ou se tiver qualquer dúvida, o correto é você perguntar ao seu médico se você pode ou não jejuar.

Mas continuando. Embora não tenhamos na Bíblia uma lista detalhada sobre do que consiste, entendemos que jejum é não ingerir alimentos: não comer (alimentos sólidos) e não beber (alimentos líquidos, como leite, sucos, café, batidas… etc) por um tempo determinado. Evidências sugerem que na maioria dos jejuns bíblicos a pessoa bebia água, uma vez que água não é alimento. A experiência de Moisés no Sinai menciona água, mas não foi chamada de jejum, nem por ele, nem por qualquer outro autor da Bíblia pois creio que ele só conseguiu ficar sem água por 40 dias porque estava na presença de Deus (Ex 34:28); e Esdras, que também não diz que o que ele fez foi um jejum, menciona água. Ele não relata a duração, podendo ter sido bem curto (Esd 10:6). O nosso maior exemplo, o jejum de Jesus no deserto, não incluiu água (Mt 4:2). Mas, se alguém quiser ser contencioso sobre este ponto, não encontrará oposição da minha parte.  Particularmente, eu jejuo uma vez por mês. O meu jejum consiste de um período de 24 horas. Eu almoço e só volto a comer na mesma hora do dia seguinte. Durante esse período só bebo água. Sei de pessoas que jejuam por períodos maiores e menores do que 24 horas. Uma amiga me disse que pode jejuar por 12 horas apenas, e alguns, como já disse no aviso acima, não podem jejuar.

O melhor é jejuar em um dia que você possa ficar em casa. Nesse dia, leia a Bíblia e ore mais do que normalmente você o faz. Fale com o Senhor especificamente sobre tudo aquilo que tem lhe preocupado. Peça a Ele que lhe mostre em que áreas da sua vida você pode mudar para que Ele se agrade ainda mais do seu modo de viver (Tg 4:8). Eu sempre peço ao Senhor que me faça ficar mais parecido com Jesus: amar mais as pessoas; saber como orar; ter mais sabedoria; saber controlar a minha boca; mais humildade; mais confiança nele… e algo muito importante, peça ao Senhor que ele se revele mais para você; que ele lhe abra os olhos para você enxergar mais da realidade da vida. Peça que Ele lhe revele coisas espirituais, tal qual nos prometeu em Jeremias: “Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e insondáveis, que não sabes” (Jr 33:3).

CONCLUSÃO:

Muitos cristãos estão passando por problemas sérios, muito sofrimento, simplesmente porque recusam a abandonar os prazeres do mundo. Querem as bênçãos do Senhor, mas sem obedecê-lo. Tudo o que foi aqui explicado, é o que a Bíblia quer dizer quando nos diz que o povo de Deus deve ser um povo santo, diferente, separado para o Senhor. Na realidade, a Palavra de Deus nos diz que a menos que sejamos santos, não veremos ao Senhor; em outras palavras, não nos foi dado opções, ou amamos o mundo ou a Deus, mas é impossível amarmos os dois.

Termino com estas palavras que Paulo escreveu para Tito que exemplificam muito bem o problema, não só do vício em pornografia no meio cristão, mas também as outras armadilhas que todos nós caímos quando nos descuidamos: “Porque também nós éramos outrora insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias paixões e deleites, vivendo em malícia e inveja odiosos e odiando-nos uns aos outros. Mas quando apareceu a bondade de Deus, nosso Salvador e o seu amor para com os homens, não em virtude de obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo, que ele derramou abundantemente sobre nós por Jesus Cristo, nosso Salvador” (Tt 3:3-6). Ânimo! O fato de você ter chegado até este texto já demonstra que o Senhor lhe ama e que se você se entregar por completo a Ele, você sairá rapidamente desta armadilha.  Disse que terminaría com Paulo, mas fecharemos sim com as palavras de encorajamento de João: “Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido [os anticristos, Satanás, demônios]; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (Jo 4:4).

NOTA: Recomendamos fortemente, como complemento deste texto, a leitura da série, também gratuita:  12 Táticas de Satanás Contra o Cristão. Em especial o Estudo Bíblico Nº 7 – Satanás e o Tédio e Autopiedade.


Renúncia e Liberação: markusdasilva.org e/ou br.markusdasilva.org existe apenas para a propagação das mensagens bíblicas direcionadas a todos os seres humanos. Nenhuma página do nosso sítio da rede mundial de computadores (internet), lista de e-mail, ou resposta de e-mail, deve ser interpretada como conselho legal, judicial e/ou profissional, aconselhamento terapêutico, tratamento psicológico, terapia em geral SOB QUALQUER FORMA. Como tal, em consideração por acessar o conteúdo de markusdasilva.org, você decide LIBERAR Ministério Markus DaSilva (e qualquer um dos seus administradores ou representantes) de qualquer responsabilidade por qualquer decisão que você faça em sua vida, pois, estas são decisões tomadas entre cada ser humano e Deus.



Todos os direitos reservados.
© Copyright 2012-2017 US Library of Congress by Markus DaSilva All rights reserved worldwide.


 


ATENÇÃO: Gostaria de receber os nossos estudos bíblicos avançados semanalmente? Registre neste link: REGISTRAR

E conhecereis a verdade…