🔊 A Voz Do Inimigo – A Veracidade De Deus [Com Áudio]

Estudo Bíblico A Voz de Satanás o Inimigo do Cristão - Por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Tenho visto muitos cristãos defendendo uma ideia falsa, satânica, sobre Deus. Eles foram levados a crer que o Senhor estabeleceu para nós um alvo impossível de ser atingido. Intencionalmente ou não, falam como se o nosso amado Criador fosse um Deus sadista ou sem consideração; pois, pensam eles, o Senhor nos pede algo sabendo que ninguém pode dar, por mais que queira. Estou falando da nossa santificação.

“O chamado do Senhor para a santidade não é para todos, mas sim para aqueles que foram separados e transformados pelo poder do Sangue.”

Embora em vários lugares na sua Santa Palavra, o nosso Pai nos chama para sermos santos (1Pe 1:16), para sermos perfeitos (Mt 5:48) e abandonarmos os pecados (Ef 4:24), estas pessoas, se passando por sábias, falam de coisas que não entendem, como: “Ninguém é santo!” Ou: “Santo, só no céu!” Ou ainda: “Não existe santo, todos pecamos!” Olhando assim por alto, expressões como estas parecem até corretas e louváveis, mas lhe garanto que essa é a voz do inimigo, o pai da mentira. [Acesse Estudo Bíblico Completo Sobre a Santidade]

A verdade é que tudo aquilo que o Senhor nos pede ele nos capacita com o Espirito Santo para obedecê-lo, conforme nos foi claramente ensinado pelo nosso irmão Paulo: “porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade” (Fp 2:13). Ver também: Heb 13:21; 2Co 1:21-22. Dizer que Deus nos pede por uma impossibilidade é ridicularizar a sua palavra e menosprezar o poder do Espirito: “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual sois selados para o dia da redenção” (Ef 4:30).

Aqui, um esclarecimento. Realmente não existe santidade à parte do Cordeiro. Se o Senhor nos abandonasse estaríamos todos afundados em pecados; estaríamos mortos (Ro 6:23). Mas o Pai amado não abandona os seus filhos. Citando os profetas, Paulo nos fala da situação daqueles que se encontram sem a cruz de Cristo: “Não há nenhum justo, nem um sequer…” (Ro 3:10). Mas esse mesmo apóstolo, em outro lugar nos diz: “Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus” (1Co 6:11). Em outras palavras, o chamado do Senhor para a santidade não é para todos, mas sim para aqueles que foram separados e transformados pelo poder do Sangue; para vocês, “se de fato o Espírito de Deus habita em vocês” (Ro 8:9).

Finalmente irmãos, peço que vocês não deem ouvidos às mentiras do Diabo, a antiga serpente, como os nossos pais os fizeram no jardim, pois a sua tática original não mudou, que é questionar e distorcer aquilo que Deus nos pede: “Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’”? (Gn 3:1). Infelizmente os primeiros seres humanos aceitaram o argumento do pai da mentira, cuja única língua que conhece é a falsidade (Jo 8:44), mas não devemos de forma alguma fazer o mesmo. Quando ouvimos alguém dizer que na Palavra de Deus está escrito isto, “mas, não é bem assim”, imediatamente saiba que aí vem a voz do inimigo. Não ouça, assim como Eva não devia ter ouvido o diabo naquele triste dia na história da humanidade. Tudo aquilo que Deus fala, gostando ou não, é bem assim.

Pecar é uma possibilidade nesta vida, sabemos que sim, mas esse não é o foco do povo de Deus. Toda manhã começamos o nosso dia com o firme propósito de não pecar; de vivermos um dia santo; de não cairmos em nenhuma tentação que venhamos a enfrentar: “Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1Jo 2:1). Espero te ver no céu.