🎥 Quem Cancelou as Instruções Para a Salvação nos Dadas por Jesus?

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Os Mandamentos de Jesus. Ninguém Tem Autoridade de Deus Para Mudar as Instruções de Salvação que o Pai Enviou Através do Filho.

Por Markus DaSilva, Th.D.

À

medida que nos aproximamos do fim deste mundo, as mensagens dos nossos líderes, de todas as denominações, estão se distanciando cada vez mais do verdadeiro evangelho de Cristo. Olhe bem, eu não quero dizer com isto que os padres, pastores, evangelistas e demais líderes estão se posicionando publicamente contra Jesus e se aliando a Satanás, não, pois o nosso inimigo, a antiga serpente, não é idiota. O diabo sabe muito bem que a maneira mais eficaz para ganhar a batalha pelas almas não é um ataque direto, mas sim um tipo de ataque feito de tal forma que as suas vítimas não percebam que estão perdendo a guerra e seguindo rumo ao fogo eterno (Mateus 25:41).

A tática que Satanás usa para levar milhões de cristãos para o seu lado é os convencendo que não é mais necessário obedecer às palavras que saíram dos lábios de Jesus para serem salvos. Eles podem continuar nas igrejas, dar suas ofertas, e cantar os seus louvores o quanto desejarem, sem problemas, pois estas coisas não incomodam em nada ao diabo, desde que as instruções de Jesus não sejam seguidas.

Milhões de estudos teológicos enviados totalmente sem custo. Se inscreva neste link: Página de Inscrição.

Brilhante, não é mesmo? Pense bem, uma vez que o cristão desconsidera as instruções sobre como se obtém a salvação que o Pai nos enviou através de Jesus, e passa a se guiar por diferentes instruções dadas por homens, seres mortais como eu e você, então qualquer coisa que este cristão faça ou deixe de fazer, não terá nenhum impacto positivo na sua salvação. Ele simplesmente segue rumo ao inferno, pois rejeitou o único porta-voz direto de Deus, conforme o próprio Deus nos disse. Verso: “Eis que uma nuvem brilhante [Gr. φωτεινός (fotinós) adj. cheio de luz, brilhante] os cobriu [Gr. επισκιάζω (episkiázo) v. lançar sombra, obscurecer]; e dela saiu uma voz [Gr. φωνή (foní) s.f. voz, som] que dizia: Este é o meu Filho amado [Gr. υιός μου ο αγαπητός (yiós mu o agapitós) Lit. Filho meu, o amado], em quem me deleito [Gr. ευδοκέω (idokéo) v. estar satisfeito com, se deleitar em, ter prazer em]; escutem [Gr. ακούω (akúo) v. ouvir, prestar atenção, entender, considerar] o que ele diz!” (Mateus 17:5. Ver também: João 12:48-50). Preste atenção no que acabei de ler. De quem foi a voz que veio da nuvem brilhante? De algum anjo? Não. De algum apóstolo? Pedro, Tiago, João, Paulo? Não. De algum padre? Não. De algum pastor? Não. De quem então? Do Pai de Jesus, pois a voz se referiu a ele como filho: este é o meu filho amado. Correto? Você está me acompanhando? Ótimo.

Observe que foram poucas as vezes nas Escrituras que Deus Pai nos falou diretamente, sem utilizar de profetas ou sonhos ou visões. Quando Deus fala algo diretamente podemos saber com certeza que este algo possui uma importância altíssima. Observe também que Deus fez questão de providenciar três testemunhas oculares do ocorrido (Pedro, Tiago e João) para que não tivéssemos nenhuma dúvida sobre a sua mensagem. E qual é a mensagem: que escutemos e obedeçamos cuidadosamente às palavras que saíram dos lábios do seu filho: Escutem o que ele diz.

Quem cancelou os mandamentos [Gr. endoli] (João 14:21), ou, se você prefere, quem cancelou as instruções de Jesus referentes à nossa salvação? Ninguém. Pois ninguém possui tal autoridade. Nenhum anjo ou arcanjo e nenhum ser humano, seja lá quem for este ser humano, na Bíblia ou fora dela, no passado ou no presente, possui a permissão de Deus para cancelar, modificar, alterar, atualizar ou fazer qualquer outra coisa que mude as palavras de Jesus. As instruções que nos foram dadas por Jesus sobre como o pecador pode se salvar são válidas nos nossos dias da mesma forma que eram válidas quando saíram dos seus lábios cerca de 2000 anos atrás. Simples assim.

Quer que oremos por você? Visite a Página de Oração.

Na prática, deixe-me dar três exemplos claros sobre o que estou falando neste vídeo:

Primeiro, Jesus nos disse que temos que odiar a nossa vida neste mundo para ganhar a vida eterna, certo? (João 12:25). Se o seu líder ensina, em palavras ou no seu exemplo de vida, que você pode sim amar e curtir as coisas que o mundo oferece e mesmo assim se salvar? Ele é um anticristo pois está ensinando algo contrário a Cristo. Corra dele como quem corre do próprio Satanás.

Segundo, Jesus nos disse que temos que renunciar a tudo aquilo que possuímos para poder segui-lo, certo? (Lucas 14:33). Se o seu líder ensina, em palavras ou no seu exemplo de vida, que você pode sim manter o apego às suas paixões e mesmo assim se salvar? Ele é um anticristo pois está ensinando algo contrário a Cristo. Corra dele como quem corre do próprio diabo.

Terceiro e último. Jesus nos disse que para sermos salvos temos que negar a nós mesmos e estar disposto a carregar a nossa cruz diariamente, certo? (Mateus 16:24-25). Se o seu líder ensina, em palavras ou no seu exemplo de vida, que você pode sim viver a vida sem ser necessário sacrificar as coisas que você tanto ama por amor a Jesus, e mesmo assim se salvar? Ele é um anticristo pois está ensinando algo contrário a Cristo. Corra dele como quem corre do próprio Lúcifer.

Gostaria de jejuar conosco?
Visite a Página de Jejum.
Próximo jejum: sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Irmãos, não se enganem. Ninguém cancelou as instruções que o Pai nos enviou através do seu Filho amado. Se você quer de fato ir morar com o Pai quando muito em breve deixar este mundo em trevas, então a única maneira possível é seguindo as palavras de Jesus à risca, sem tirar sequer uma vírgula, porque as palavras de Jesus são as mesmas palavras de Deus: “Quem me rejeita [Gr. αθετέω (athetéo) v. rejeitar, desprezar, ignorar], e não recebe as minhas palavras [Gr. ρήμα (rima) s.n. palavra, ensino, mensagem, instrução], já tem quem o julgue [Gr. κρίνω (krino) v. julgar, condenar, decidir]; a palavra [λόγος (lógos) s.m. palavra, ensino, verbo; tit.div. Jesus] que tenho pregado, essa o julgará no último dia [Gr. τη εσχάτη ημέρα (ti esrráti iméra) exp.idio. o último dia, fim do mundo]. Porque eu não falei [Gr. λαλέω (laléo) v. falar, conversar, declarar] por mim mesmo; mas o Pai [Gr. πατήρ (patír) s.m. Pai], que me enviou [Gr. πέμπω (pémpo) v. enviar, despachar], esse me deu ordem [Gr. εντολή (endolí) s.f. ordem, comando, regra, mandamento] quanto ao que dizer e como falar. E sei que a sua ordem [endoli] é vida eterna [Gr. ζωήν αιώνιον (zoin eônion) s.f. vida; adj. eterna]. Aquilo, pois, que eu falo, falo-o exatamente como o Pai me disse [Gr. είπον (ipon) v. falar, dizer, ordenar]” (João 12:48-50).
 

Já não temos muito tempo.

Vamos nos encontrar no céu? Espero que sim!