🔊 Somos Estrangeiros: Aguardando a Pátria Celestial [Com Áudio]

Foto de uma cidade grande a noite com texto Somos Estrangeiros: Aguardando a Pátria Celestial [Com Áudio]

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

A maior parte da minha vida passou-se fora do meu país de nascimento, longe da minha raiz, longe da minha cultura, da minha língua e de todas as outras coisas que me eram familiares. Quando a bíblia diz que somos estrangeiros, para mim, a identificação vem naturalmente. Sei exatamente o que significa viver em um local transitoriamente. Fisicamente em um lugar, mas com o coração em outro.

“Um problema comum entre o povo de Deus é se sentir demasiadamente confortável vivendo em um ambiente de sofrimento.”

Queridos, aqui não é a nossa residência permanente. Todos os verdadeiros filhos de Deus sabem disto. A presença do Espírito Santo no coração nos causa um mal-estar com o mundo presente; uma firme convicção de que somos estrangeiros. Sim, somos estrangeiros assim como os nossos irmãos que passaram por aqui antes de nós também os eram:  “Todos estes morreram na fé, sem terem alcançado as promessas; mas tendo-as visto e saudado, de longe, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra” (Heb 11:13).

Mais de 34.000 estudos teológicos gratuitos enviados semanalmente. Já se inscreveu? Visite a Página de Inscrição.

Um problema comum entre o povo de Deus é se sentir demasiadamente confortável vivendo em um ambiente de sofrimento. Assim foi com os Israelitas no passado e assim tem sido com os servos de Jesus no presente (Nm 11:4-6). Em vez de nos prepararmos para a nossa morada eterna com o Pai, ficamos o tempo todo meditando em como podemos melhorar a nossa situação atual: como conseguir um melhor emprego, uma melhor moradia, uma melhor aparência… e até mesmo em como conseguir uma família melhor daquela que já possuímos. Tudo focado no tempo presente, como se aqui fosse a terra prometida (Ro 12:2).

Amados, “comprem colírio para ungir os seus olhos e poderem enxergar” (Ap 3:18), olhem ao redor. Existe a menor dúvida de que o Éden se foi? Por acaso se vê o menor sinal de que vivemos em um paraíso? Certamente que não! Muito pelo contrário! Constantemente sofremos na pele o resultado da nossa rebeldia. Quando pensamos que descansaremos por um longo tempo; quando as coisas parecem estar se acalmando de vez, algo ocorre para nos tirar o sossego (Jo 16:33). Mero pessimismo? Uma atitude negativa? Não! Vocês sabem muito bem que esta é a realidade da presente situação. Parem de procurar pela perfeição onde ela não se encontra.

Quer que Oremos por Você? Visite a Página de Oração.

Irmãos, já prepararam as malas? Assim como tenho feito, gostaria que vocês pensassem mais nesta terra como algo temporário, algo passageiro. Não criem raízes demasiadamente profundas; não se envolvam com os costumes do lugar; não se tornem íntimos com os residentes… pois agindo assim poderão se adaptar, poderão aceitar tudo isto como normal, e daqui a pouco, quando finalmente chegar a hora de partirem, o nosso Mestre poderá concluir que vocês não são mais estrangeiros, e que aqui devem ficar: “Amados, exorto-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências da carne, as quais combatem contra a alma; tendo o vosso procedimento correto entre os gentios” (1Pe 2:11). Espero te ver no céu.