🔊 (Parte 8) 12 Verdades que Precisamos Saber Sobre a Oração: As Ferramentas do Obreiro de Deus [Com Áudio e PDF]

Foto de uma senhora de idade de maos cruzadas orando com Estudo Bíblico - (Parte 8) 12 Verdades Que Precisamos Saber Sobre A Oração - as Ferramentas - Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Todo o servo de Deus é um trabalhador, um obreiro. É por isso que frequentemente, nas suas parábolas, Jesus utilizou como ilustração o relacionamento entre um dono de uma plantação com os seus operários. Geralmente temos a imagem de Deus Pai e Filho como proprietários e dos cristãos como administradores, servos e inquilinos (Mat 21:33-46). Alguns destes obreiros de Deus são bons e fiéis, enquanto outros deixam muito a desejar quanto ao cumprimento das tarefas que lhes foram dadas (Luc 19:11-27), mas bem ou mal, todos eles se empenham em executar a obra de manter as terras do Mestre em plena produção.

“Procure orar em voz audível. Se você está sozinho, ore com a sua voz normal. Se tem gente nas proximidades, ore em sussurro. Se estão muito perto, ore em pensamento, mas sempre dê preferência por orar audivelmente, assim como Jesus o fazia”

Existem três ferramentas básicas que todo o obreiro precisa usar se quiser manter uma linha de comunicação eficiente com Deus, são elas: a oração constante, o jejum, e o estudo da Palavra. Para este texto da série de estudos bíblicos sobre a oração, reciclarei partes do que escrevi há poucos dias quando lidei com o problema dos pecados sexuais no meio cristão: [Intervenção espiritual contra a pornografia, masturbação e demais pecados sexuais].

Milhões de estudos teológicos enviados totalmente sem custo. Se inscreva neste link: Página de Inscrição.

A Oração é a Forma mais Direta para Comunicarmos com Deus

Você deve orar o tempo todo (Luc 18:1). Oração é se comunicar com Deus, e sem comunicação não pode haver um relacionamento, sabemos disso. Não tem que ser longas, mas tem que ser constantes. Apenas uma vez por dia eu faço uma oração longa, mas faço pequenas orações o dia todo. Muitas das minhas orações consistem de menos de seis palavras: “Jesus, tem misericórdia de mim!” ou “Jesus, me ajude!” Há algum tempo atrás comecei a orar no meio da noite. O Senhor normalmente me acorda entre meia-noite e uma da manhã. Levanto-me, lavo o rosto e oro por uma hora, mais ou menos, caminhando na sala e na cozinha da casa sem fazer barulho para não acordar ninguém. Quando termino, volto a dormir até a hora de ir trabalhar. Também reservo uns 10 minutos no carro todas as manhãs dirigindo para o trabalho. No mais são as orações pequenas, o tempo todo, como já mencionei. Ah, sim, também oro com a minha esposa por uns 10 minutos todas as noites.

Procure orar em voz audível. Se você está sozinho, ore com a sua voz normal. Se tem gente nas proximidades, ore em sussurro. Se estão muito perto, ore em pensamento, mas sempre dê preferência por orar audivelmente, assim como Jesus o fazia (João 17:1-26; Heb 5:7).

Quer que oremos por você? Visite a Página de Oração.

O Hábito da Leitura da Palavra de Deus

Você deve ler a Bíblia todo o momento que lhe for possível (2Tim 3:16). Hoje em dia é muito fácil com tantos sites e aplicativos disponíveis. Se for mais conveniente, ouça no seu celular. Eu pessoalmente nunca paro de ler ou ouvir a Bíblia em casa, no trabalho, ou no carro. Às vezes leio ou ouço livros de autores que comentam a Bíblia, e estudos bíblicos, mas a própria Bíblia Sagrada é o meu livro favorito. Estou sempre aprendendo algo novo, embora não sei quantas vezes já li a Palavra de Deus.

Não pense você que sempre foi assim. Alguns anos atrás, os meus livros favoritos eram os de ficção científica. Não só livros, mas também filmes e seriados. Não perdia uma série. Também esportes. Amava todos eles e acompanhava todos os campeonatos. Sem mencionar as músicas seculares, noticiários… e tudo o mais. Quanto à minha esposa, ela possuía centenas de livros de romance. Até que um dia acordamos, ou melhor, Deus nos acordou, para a realidade. Achávamos que éramos bons cristãos, mas amávamos o mundo e estávamos cada vez mais nos distanciando de Jesus. O que quero dizer é: somos seres humanos como vocês. Se conseguimos, qualquer um consegue. Lembre-se: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mat 4:4).

Já recebe os nossos estudos teológicos gratuitos? Visite a Página de Inscrição.

O Sacrifício Pessoal do Jejum

O jejum é o companheiro íntimo da oração (Luc 2:37; Luc 5:33). Muito se pode falar sobre o jejum, mas para este estudo, quero apenas dizer que o jejum está ligado à humildade e ao sacrifício pessoal. Ao jejuarmos estamos oferecendo um sacrifício a Deus, estamos nos humilhando perante o Senhor, e estamos mostrando a Ele o quanto necessitamos que Ele atente ao que estamos pedindo. Grandes homens e mulheres de fé tinham, e continuam tendo, o jejum como um ato de adoração a Deus normal no dia a dia (Sal 35:13; 2Cor 11:27).

AVISO:  Por motivo de saúde, nem todos podem jejuar. Se você tiver qualquer problema de saúde ou se tiver qualquer dúvida, o correto é você perguntar ao seu médico se você pode ou não jejuar.

A Base Bíblica para o Nosso Jejum

Mas continuando. Embora não tenhamos na Bíblia uma lista detalhada sobre do que consiste, entendemos que jejum é não ingerir alimentos: não comer alimentos sólidos e não beber alimentos líquidos, como leite, sucos (vinho), café, batidas… etc, por um tempo determinado. Evidências sugerem que na maioria dos jejuns bíblicos a pessoa bebia água, uma vez que água não é alimento. Quando lemos que a pessoa não comeu e nem bebeu, como no caso da rainha Ester (Est 4:16) e do apóstolo Paulo (Atos 9:9), possivelmente se refere aos alimentos sólidos e alimentos líquidos mencionados acima.  A experiência de Moisés no Sinai menciona água por nome, mas não foi chamada de jejum, nem por ele, nem por qualquer outro autor da Bíblia pois creio que ele só conseguiu ficar sem água por 40 dias porque estava na presença de Deus (Exo 34:28); e o de Esdras, que também menciona água, não relata a duração, podendo ter sido bem curto (Esd 10:6). O nosso maior exemplo, o jejum de Jesus no deserto, não incluiu água (Mat 4:2). Mas, se alguém quiser ser contencioso sobre este ponto, não encontrará oposição da minha parte.  Particularmente, eu e a minha esposa (juntamente com leitores de várias partes do mundo) jejuamos uma vez por mês. O nosso jejum consiste de um período de 24 horas. Almoçamos e só voltamos a comer na mesma hora do dia seguinte. Durante esse período só bebemos água. Sei de pessoas que jejuam por períodos maiores e menores do que 24 horas. Conheço um pastor que jejuou por vários dias (não me recordo se ele disse duas ou três semanas). Uma amiga me disse que pode jejuar por 12 horas apenas, e alguns, como já disse no aviso acima, não podem jejuar por nenhum tempo.

Gostaria de jejuar conosco?
Visite a Página de Jejum.
Próximo jejum: sexta, 4 de dezembro de 2020

Como Jejuar e o que Fazer Durante o Jejum

O melhor é jejuar em um dia que você possa ficar em casa. Nesse dia, leia a Bíblia e ore mais do que normalmente você o faz. Fale com o Senhor especificamente sobre tudo aquilo que tem lhe preocupado. Peça a Ele que lhe mostre em que áreas da sua vida você pode mudar para que Ele se agrade ainda mais do seu modo de viver (Tiago 4:8). Eu sempre peço ao Senhor que me faça ficar mais parecido com Jesus: amar mais as pessoas; saber como orar; ter mais sabedoria; saber controlar a minha boca; mais humildade; mais confiança nele… e algo muito importante, peça ao Senhor que ele se revele mais para você; que ele lhe abra os olhos para você enxergar mais da realidade da vida. Peça que Ele lhe revele coisas espirituais, tal qual nos prometeu em Jeremias: “Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e insondáveis, que não sabes” (Jer 33:3). Espero te ver no céu.
 

Nesta série de estudos: