🔊 (Parte 1) Série Especial: O Esconderijo do Altíssimo: O Cristão e a Crise de 2020 (O Salmos) [Com Áudio e PDF]

Imagem de um homem olhando para um longo lago, ilustrando o estudo bíblico: (Parte 1) Série Especial: O Esconderijo do Altíssimo: O Cristão e a Crise de 2020

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

De todos os livros da Bíblia, o Salmos é sem sombra de dúvidas aquele que nos traz mais direção, esperança e conforto nos dias de adversidades. O constante tema da coletânea de 150 canções e poemas é o de que o homem que tem a Deus como o seu protetor não tem motivo algum de temer qualquer tipo de inimigo, seja ele físico ou espiritual, que por ventura se levante contra ele, pois, Deus, é soberano e está entronizado acima de tudo e de todos. O que o homem temente a Deus precisa fazer é se santificar para o Senhor (Sal 1:1), e descansar sob a sombra das suas asas (Sal 91:4). Esta mensagem de otimismo para o servo fiel é observável desde o primeiro dos salmos, onde o rei Davi nos garante que tudo o que o homem justo fizer prosperará (Sal 1:3), até o último deles, onde um salmista anônimo fecha o livro com uma doxologia, exortando que tudo aquilo que tem fôlego louve ao Senhor (Sal 150:6). Do começo ao fim dos Salmos, podemos observar que não existe lugar para o pânico, mas sim para o descanso e adoração, no coração daquele que habita no esconderijo do Altíssimo.

“Ao permitir a epidemia do coronavírus e a crise financeira mundial, o Senhor nos faz ver o quão frágil é o ser humano.”

Durante Qualquer Epidemia ou Crise Financeira, Deus Continua no Controle da Situação

Nesses últimos dias, onde o mundo passa por uma situação que em vários aspectos nunca foi vivida por ninguém antes de nós, o Salmos se destaca como o mais precioso entre os livros das Escrituras. À medida que as constantes más notícias sobre a pandemia do coronavírus e do colapso financeiro global levam a população ao medo, insegurança e desespero, os escolhidos de Deus se voltam para a sua santa e fiel Palavra em busca do conforto e da garantia de que independentemente de como esta crise se desenrolará, e do quão caótico o mundo venha a ficar, o nosso Deus continua em completo controle da situação. Deus é Deus não apenas das montanhas, mas também dos vales (1Re 20:28). Na realidade, são nos dias de adversidades que Deus mais se manifesta como um Deus soberano e cheio de misericórdia e amor para com os seus filhos: “Clame a mim no dia de adversidade; eu te livrarei, e tu me honrarás” (Sal 50:15).

Mais de 40.000 estudos teológicos gratuitos enviados semanalmente. Se inscreva neste link: Página de Inscrição.

O Livro de Salmos Sempre Foi o Livro Mais Lido Durante os Dias Difíceis

Nesta série especial de pequenos estudos, exploraremos com a ajuda do Senhor várias das muitas mensagens de esperança, conforto e exortação que encontramos nos salmos. Essas, devo lembrar, são as mesmas mensagens que têm servido ao povo de Deus por milhares de anos, sempre que passamos por momentos difíceis, semelhante a esse que no momento nos encontramos. Durante os dias mais tenebrosos e incertos que vivemos, nós, os justos de Deus, sempre nos voltamos para os salmos em busca de uma palavra de encorajamento e direcionamento vinda do Senhor. Este precioso livro nunca nos decepcionou e sempre atuou como um bálsamo, curando as feridas do coração angustiado: “Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas de todas elas o Senhor o livra” (Sal 34:17-19).

Quer que oremos por você? Visite a Página de Oração.

A Razão Que os Filhos de Deus Sofrem

Queridos, os problemas desta vida são muitos e constantes (Sal 34:15; João 16:33). Uma das principais razões que o Senhor muitas vezes permite que os seus filhos passem pelas mesmas aflições que os ímpios passam, é para que não nos sintamos confortáveis demais neste lugar e assim esqueçamos que esta não é a nossa morada final. Frequentemente nos envolvemos tanto com os afazeres do dia a dia que nos descuidamos e acabamos sendo levados a um viver semelhante aos ímpios e pecadores: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite” (Sal 1:1-2).

Gostaria de jejuar conosco?
Visite a Página de Jejum.
Próximo jejum: sexta, 3 de julho de 2020

Esta Terra em Que Vivemos Não é a Nossa Morada Final

O Nosso Deus é misericordioso e bondoso para conosco e não permitirá que os seus escolhidos entrem por caminhos que os levem à perdição. Ao permitir a atual pandemia do COVID-19 e a crise financeira mundial, o Senhor nos faz ver o quão frágil é o ser humano (Sal 103:14). O senhor nos mostra que, contrário ao que Satanás e suas hostes do mal querem nos convencer, esta terra está muito longe de ser um paraíso. Que nesses dias difíceis lembremos que estamos apenas de passagem por aqui. Lembremos que o nosso amado Deus nos enviou Jesus, o seu Filho precioso, para que através do seu sofrimento possamos muito em breve sair deste vale de lágrimas que atualmente nos encontramos (Sal 84:6-8), e sejamos levados a um local onde não mais haverá “terrores da noite, nem a seta que voe de dia, nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia” (Sal 91:5-6). Espero te ver no céu.