🔊 (Parte 2) Série: O Mundo Está Passando. Estudo Nº 2: O Vazio dos Prazeres [Com Áudio]

(Parte 2) Série: O Mundo Está Passando. Estudo Nº 2: O Vazio dos Prazeres por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Iniciamos esta série semana passada, estabelecendo a base para este segmento sobre os prazeres do mundo. Creio termos feito um bom trabalho, deixando bem claro para os nossos leitores que não existe nenhum pecado no fato de desejarmos usufruir muitos dos prazeres que Deus fez questão de inserir no nosso código genético, representado pelas muitas árvores que Deus colocou no Jardim do Éden para nos satisfazer. Também deixamos claro que o pecado ocorre quando colocamos os nossos desejos acima dos desejos revelados de Deus. Se Deus nunca tivesse expressado o seu desejo a Adão e Eva em relação a uma das árvores, então os nossos pais não seriam culpados de qualquer pecado caso comecem da dita árvore. Isto foi o que o nosso irmão Paulo nos escreveu: “eu não saberia o que é o pecado se não fosse pela lei [os mandamentos de Deus]” (Ro 7:7. Ver também Jo 9:41; Lc 12:47-48; Tg 4:7). Infelizmente, porém, este não foi o caso pois sabiam que estavam agindo contrário ao desejo de Deus. Ou seja, satisfazer ao próprio desejo de experimentar o prazer de comer da fruta da árvore da ciência do bem e do mal foi mais importante para eles do que satisfazer ao desejo do Criador que não a comessem. Leia mais »

🔊 (Parte 1) Série: O Mundo Está Passando. Estudo Nº 1: Os Prazeres do Mundo [Com Áudio]

(Parte 1) Série: O Mundo Está Passando. Estudo Nº 1: Os Prazeres do Mundo por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Os três maiores escritores do Novo Testamento: João, Pedro e Paulo, receberam a inspiração de Deus para nos alertar quanto a um dos pontos mais importantes da nossa vida atual, que é o fato de que o mundo, sim, este mundo que tanto valorizamos, está passando: “Ora, o mundo está passando, e com ele os seus desejosΩ” (1Jo 2:17. Ver também: 1Co 7:31; 1Pe 1:24; 1Pe 4:7). Este alerta é extremamente necessário simplesmente porque, apesar de ser tão óbvio, frequentemente esquecemos desta realidade e seguimos vivendo como se o mundo presente fosse fixo. Insistimos em amar a este mundo, desejando e usufruindo dos seus prazeres, como se não soubéssemos que a cada segundo estamos mais próximos de encerrarmos a nossa passagem por aqui. Isto foi o que Davi quis dizer com as palavras: “Eis que mediste os meus dias a palmos; o tempo da minha vida é como que nada diante de ti” (Sl 39:5).
————
Ω[Desejo → Grego: ἐπιθυμία (epithumia) cobiça, desejo, muita vontade, fervorosamente, impulsos, luxúria, tara]. Leia mais »