🔊 (Parte 2) Série: Relacionamentos Cristãos – Amizade Com os Ímpios [Com Áudio]

(PARTE 2) SÉRIE: RELACIONAMENTOS CRISTÃOS – AMIZADE COM OS ÍMPIOS

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Independentemente da religião de cada ser humano – ou da sua falta – somos todos seres físicos, vivendo em um mundo físico e lidando todos os dias uns com os outros em todos os tipos de situações. Ainda que queira, o cristão típico possui uma vida a ser vivida e não tem a opção de se manter isolado dos descrentes, sem mencionar que, via de regra, Deus não chama os seus escolhidos para viverem trancados nas suas casas para assim evitar qualquer “contaminação” com os mundanos. São poucos os servos de Deus chamados a viverem no deserto, vestidos de peles e se alimentando de mel e gafanhotos (Mt 3:4). Pessoalmente, gostaria muito de ser um João Batista, mas Deus não me deu tal honra e provavelmente também não concedeu esse privilégio a vocês, nossos queridos irmãos na fé. O nosso chamado é mais semelhante àquele dos 12 apóstolos: “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos” (Mt 10:16). Leia mais »

🔊 (Parte 1) Série: Relacionamentos Cristãos – Influências [Com Áudio]

Estudo Bíblico - (Parte 1) Série: Relacionamentos Cristãos - Influências - Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Começaremos esta nova série sobre os relacionamentos cristãos abordando o mais importante dos fatores relacionados ao convívio do servo de Deus com os outros seres humanos, que é a influência que cada um dos nossos contatos exerce sobre a nossa vida como um todo e mais especificamente, como somos influenciados pelas pessoas no nosso relacionamento com Deus. Obviamente, influências não é o motivo que normalmente procuramos nos relacionar com as pessoas, mas sim por coisas como companheirismo, ajuda mútua, pressão social, e no caso de casamento, também temos a necessidade de intimidade emocional e física. Mas, mesmo não sendo esta a razão de querermos nos relacionar com as pessoas, a realidade é que influência é o aspecto dos relacionamentos mais abordado na Bíblia e quase sempre no seu lado negativo. Leia mais »

🔊 (Parte 5) Não Ameis o Mundo – As Coisas que Há no Mundo [Com Áudio]

Estudo Bíblico - (Parte 5) Não Ameis o Mundo - As Coisas que Há no Mundo - Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Encerrando esta série, exploraremos mais detalhadamente as coisas que há no mundo que o Apóstolo João nos informa que não podemos amar, pois, se amarmos estas coisas não teremos o amor do Pai em nós: “Não ameis [Grego: ἀγαπάω (agapaó) – eu amo, eu desejo, eu procuro] o mundo, nem as coisas que há no mundo, pois quem ama o mundo o amor do Pai não está nele” (1Jo 2:15). Ou seja, João está nos avisando que não é possível habitar em nós estes dois amores, ou desejos: as coisas que há no mundo e Deus. Simplificando ainda mais, o alerta é que aqueles que insistem em possuir em si qualquer paixão pelas coisas do mundo não herdarão a vida eterna. Leia mais »

🔊 (Parte 4) Não Ameis o Mundo – O Orgulho da Vida [Com Áudio]

Estudo Bíblico - (Parte 4) Não Ameis o Mundo - O Orgulho da Vida - Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

A vida presente está passando rapidamente, e nós com ela. No final de cada vida, o ser humano que a viveu terá feito a sua escolha se preferiu usar os seus anos aqui nesta fase da vida usufruindo o que ela oferece ou se preferiu sacrificar os prazeres atuais em troca de uma vida superior que será vivida depois que essa aqui acabar. Ou seja, se ele amou a sua vida aqui e agora ou se temporariamente a odiou – como nos disse Jesus – para poder vivê-la plenamente muito em breve: “Quem ama a sua vida perdê-la-á; e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna” (Jo 12:25). Leia mais »

🔊 (Parte 3) Não Ameis o Mundo – A Cobiça dos Olhos [Com Áudio]

Estudo Bíblico - (Parte 3) Não Ameis o Mundo - A Cobiça dos Olhos - Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Todos os sentidos que o Senhor deu ao ser humano são importantes, mas certamente o mais valorizado é a visão. Isso porque através dos olhos o homem consegue captar mais informação e com mais rapidez do que qualquer outro sentido do corpo. É por isso que o apóstolo João não nos alerta quanto à cobiça do paladar, olfato, tato, ou mesmo à da audição, mas sim à cobiça da visão. Não que o homem peque apenas através dos olhos, mas sim porque muitos dos pecados que cometemos têm a sua origem naquilo que vemos. Na realidade, as coisas que o coração deseja – e que o homem cede a este desejo através dos olhos – são as coisas que irão definir o seu estado espiritual.  Jesus foi bem claro sobre isso quando nos disse: “A lâmpada do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será cheio de trevas” (Mt 6:22-23). “Se os teus olhos forem bons” e “se os teus olhos forem maus”, o fato de Jesus ter usado a partícula condicional “se” [Grego: ἐάν (ean)] nos indica que somos nós que decidimos, através dos olhos, se a nossa vida será cheia de luz ou trevas. Leia mais »