🔊 (Parte 6) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 6: O Inferno [Com Áudio]

Estudo Bíblico - (Parte 6) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 6: O Inferno

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Acreditem! Infelizmente o inferno é bem real. Embora não sabemos a sua localização geográfica, o local realmente existe e será a habitação permanente para todos os demônios e para a maior parte dos seres humanos. Quando perguntado se poucos seriam salvos para o Reino de Deus, Jesus foi categórico no sim, confirmando que de fato poucos conseguiriam se salvar: “porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz para a perdiçãoΩ, muitos são os que entram por ela” (Mt 7:13).
————
Ω [Perdição→ Grego: ἀπώλεια (apóleia) perdição, destruição, perda, ruína, morte, ruína eterna] Leia mais »

🔊 (Parte 5) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 5: A Morte Eterna [Com Áudio]

(Parte 5) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 5: A Morte Eterna por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

A morte é um processo único, universal, inevitável e que consiste de três fases: conclusão, transição e transformação. Jesus exemplificou este processo através da sua própria missão como o Messias: “Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto” (Jo 12:24). Quando morremos, concluímos a fase inicial da nossa existência, que é a nossa rápida passagem por este mundo dominado pelo pecado. Entramos então por um período de transição, saindo da fase temporária e fisicamente limitada para a fase permanente com um novo tipo de corpo e sem muitas das limitações atuais (Lc 24:39; Jo 20:19; Lc 24:30-31). Seremos transformados (1Co 15:53). Todos os seres humanos seguirão existindo após deixarem este mundo, podendo ser tanto a existência com a fonte da vida, que é Deus (vida eterna), ou a existência sem a fonte da vida (morte eterna). O nosso irmão Paulo nos escreveu sobre esse segundo grupo: “os quais sofrerão, como castigo, a morteΩ eterna, banidos da face do senhor” (2Ts 1:9). Se a vida eterna é de fato consciente e sem término, a morte eterna também o é, uma vez que Jesus nunca fez distinção quanto às suas durações, utilizando da mesma palavra para definir ambas: “E estes irão para o castigo eterno [Grego: αἰώνιος (aiónios)], mas os justos para a vida eterna [Grego: αἰώνιος (aiónios)]” (Mt 25:46). Lembrando que a palavra “castigo” no original [κόλασις (colasis)] também traz consigo a ideia de tormento ou agonia (ver uso em 1Jo 4:18).
————
Ω[Morte → Grego: ὀλέθριος (olethros) morte, ruína, perdição, destruição] Leia mais »

🔊 (Parte 4) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 4: O Céu [Com Áudio]

(Parte 4) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 4: O Céu por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

O céu é um local antigo, provavelmente tão antigo quanto o seu residente principal: Deus. Como Deus é eterno, é sensato deduzir que a sua morada também o seja. Este não é o caso do universo visível, como a terra, a lua, o sistema solar, a via láctea e demais galáxias, uma vez que tudo isso foi criado relativamente recentemente, conforme relatado no primeiro capítulo de Gênesis. Esses corpos espaciais são todos físicos assim como nós, e é por isso que, embora não podemos ir lá, podemos pelo menos vê-los; alguns a olho nu e outros com a ajuda de instrumentos, mas este não é o caso do céu que é um local espiritual, assim como os seus moradores também são, na sua maioria, seres espirituais (Sl 146:4; Ec 12:7; Jo 4:24; Heb 1:14). Leia mais »

🔊 (Parte 3) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 3: A Vida Eterna [Com Áudio]

(Parte 3) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 3: A Vida Eterna por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Troquei o amor ao mundo pelo amor a Jesus por vários motivos. Essa troca, como qualquer outra, é baseada naquilo que se perde versus aquilo que se ganha e, obviamente, só é efetuada se o ganho, atual e em potencial, for superior à perda, caso contrário a troca seria desvantajosa, não faria sentido, e não seria realizada. Ou seja, eu continuaria amando o mundo e as coisas que nele há, como a maioria o faz, fora e dentro de muitas igrejas: “Eles são do mundo, por isso falam como quem é do mundo, e o mundo os ouve” (1Jo 4:5). Leia mais »

🔊 (Parte 2) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 2: A Terra, Um Vale de Lágrimas [Com Áudio]

(Parte 2) Série: A Terra, o Céu e o Inferno. Estudo Nº 2 : A Terra, Um Vale de Lágrimas [Com Áudio] por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Não sabemos ao certo a idade da terra. Tenho visto teólogos usarem números que vão de seis mil até doze mil anos. Não vejo muita importância quanto a isso, mas quando tenho que mencionar há quantos anos o pecado existe no planeta, sempre digo: “em torno de seis mil”. Estudiosos da Bíblia calculam a sua idade primariamente via genealogia, a partir de Adão e do nascimento de Sete (nome próprio), que nasceu quando Adão tinha 130 anos (Gn 5:3). Independentemente da idade da terra, sabemos que quando Deus a criou ela era perfeita, tanto em termos de ser o local ideal para o conforto do homem, como também quanto à sua beleza. Não havia nada na terra que poderia causar mal a qualquer criatura de Deus, pois, “viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom” (Gn 1:31). Adão e Eva eram verdadeiramente felizes vivendo em um lindo e perfeito planeta criado especialmente para eles e para todas as gerações que surgiriam a partir das palavras do Senhor: “Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra” (Gn 1:28). Leia mais »