Arquivo da tag: Batalha Espiritual

🔊 (Parte 3) Serie: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 3: Os Ataques Sobrenaturais (Algo Estranho) [Com Áudio]

Serie: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 3: Os Ataques Sobrenaturais (Algo Estranho) por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

De todos os tipos de ataques à disposição de Satanás, o ataque sobrenatural é o mais possante e difícil de se defender. Este é o motivo que começaremos por ele, e na sequência da série falaremos dos demais. Creio ser a este tipo de ataque que o apóstolo Pedro se referiu quando nos escreveu que não devemos nos surpreender quando algo “estranho”, como uma provação de fogo, vier sobre nós: “Amados, não estranheis a ardente provação que vem sobre vós para vos experimentar, como se coisa estranha vos acontecesse” (1Pe 4:12). O adjetivo “estranho” [Grego: ξένος (ksênós)] denota o fato de que quando sofremos este tipo de provação, não conseguimos entendê-la, da mesma forma que quando ouvimos um “estrangeiro” [Grego: ξένοι (ksênói)] falar em um idioma que não conhecemos, não podemos compreender o que ele está falando. A dificuldade de entendimento não está no tipo de tentação, mas sim na sua intensidade. Ou seja, não é que o diabo esteja nos tentando em algo que nunca fomos tentados, mas sim no fato de que somos tentados com tanta força que nos parece impossível resistir, uma força anormal e que sentimos como que completamente vencidos. Estamos o tempo todo cientes do que está ocorrendo, sabemos que estamos considerando, desejando, ou meditando em algo que não nos beneficia em nada; sabemos que estamos agindo contrário à vontade de Deus, e que se cedermos à tentação nos arrependeremos, mas, mesmo assim, nos vemos levados por esta estranha força. O Apóstolo Paulo possivelmente também pensava no mesmo tipo de tentação ao nos escrever: “vejo outra lei nos meus membros, que guerreia contra a lei do meu entendimento e me leva cativo à lei do pecado” (Ro 7:23). Leia mais »

🔊 (Parte 2) Série: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 2: A Batalha (O Cristão Ingênuo) [Com Áudio]

(Parte 2) Série: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 2: A Batalha (O Cristão Ingênuo)

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Antes de começarmos a lidar com os ataques e contra-ataques existentes nesta guerra espiritual entre as forças do bem e as forças do mal, teremos primeiro que explicar a situação em que uma grande parte do cristianismo se encontra. Muitos dos nossos irmãos, embora se perguntados reconheçam que realmente existe um conflito sendo travado, na prática vivem como pessoas ingênuas, neutras, recusando a tomar partido nessa guerra. São uma espécie de objetores de consciência do mundo espiritual. Ou pior, estes irmãos vivem como civis circulando indevidamente em um campo de batalha, recebendo golpes de todos os lados sem reconhecer de onde vêm ou porquê estão sendo alvos de algo que imaginam não ter qualquer participação; como se fossem vítimas de balas perdidas e os ferimentos que frequentemente sofrem fossem na realidade dirigidos a outros. Realmente eles estão completamente despreparados para o maior conflito que a humanidade já participou, mas despreparados ou não, todos eles se encontram no meio do fogo cruzado do mundo espiritual. Leia mais »

🔊 (Parte 1) Série: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 1: A Batalha (Introdução) [Com Áudio]

Série: Combatendo as Forças Espirituais. Estudo Nº 1: Introdução por Markus DaSilva

Baixar Áudio Baixar Áudio | Baixar PDF Baixar PDF

Por Markus DaSilva, Th.D.

Embora a grande maioria esteja em completa ignorância, a realidade é que todo o ser humano, sem exceção, se encontra engajado na maior e mais importante batalha do universo. A única diferença entre nós é quanto a que lado dessa luta cada um se encontra; não existe neutralidade neste conflito. Independentemente de quem seja, cada um está cumprindo a sua parte nesta batalha espiritual que começou já há muitos anos no céu, quando um poderoso anjo decidiu se rebelar contra o seu Criador e seguir o seu próprio caminho, separando-se assim da única fonte existente de paz; da única fonte existente de felicidade; da única fonte existente de vida. No processo, o anjo conhecido por vários nomes, o nosso inimigo, Satanás, conseguiu convencer um terço das hostes angelicais a se unir a ele, criando assim as forças espirituais do mal que até hoje nos mantém em uma ininterrupta batalha pelo destino final de toda a alma humana: vida eterna ou morte eterna, céu ou inferno. Leia mais »