(Parte 1) As 12 Táticas de Satanás Contra o Cristão – Satanás e a Substituição do Eterno Pelo Passageiro.

(Parte 1) As 12 Táticas de Satanás Contra o Cristão - Satanás e a Substituição do Eterno Pelo Passageiro - Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Começaremos esta série de 12 estudos bíblicos com uma afirmação: um inimigo em campo aberto é um inimigo fraco. Ele pode ainda não ter sido destruído, mas ao conhecermos as suas táticas, Satanás perde o seu grande trunfo que é a escuridão e o anonimato. O nosso maior inimigo obtém grande sucesso entre os cristãos porque frequentemente não sabemos que estamos sob um ataque. Estamos constantemente passando por sofrimentos e tomando decisões erradas sem a menor noção da força espiritual inimiga que está trabalhando por detrás de muito daquilo que passamos. Para o deleite do nosso adversário, ele é frequentemente ignorado, e seguimos agindo como se lutássemos somente contra aquilo que podemos ver e ouvir. Isso foi o que o nosso irmão Paulo quis dizer quando escreveu: “Pois a nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os dominadores das trevas desse mundo, contra a iniquidade espiritual nos altos” (Ef 6:12).

De forma alguma estou insinuando que Satanás é o único culpado por todos os nossos problemas. Não, de forma alguma, pois, independentemente dos ataques do inimigo, nós mesmos, devido à nossa pouca fé e falta de confiança em Deus, frequentemente assumimos uma atitude que nos causa desnecessários sofrimentos de todos os tipos e tamanhos (Mt 6:30; Mt 8:26; Mt 17:20; Tg 1:14). O diabo, no entanto, sabendo dessa fraqueza comum a todo o ser humano, nos bombardeia com sugestões mentais para influenciar as nossas decisões e agirmos contrário ao nosso crescimento espiritual.

“É algo maravilhoso quando os nossos sentidos se abrem para além daquilo que vemos e ouvimos no mundo físico.”

Nesta série de estudos bíblicos, mencionaremos 12 técnicas frequentemente utilizadas pelo inimigo para atormentar o cristão. A forma de ataque que ele usa certamente varia de pessoa para pessoa, dependendo da situação, maturidade e personalidade de cada uma das suas vítimas. Possuindo no seu currículo milhares de anos de experiência com os homens, o diabo adquiriu um íntimo conhecimento da natureza humana (Jó 1:7). Ele sabe muito bem quais são as fraquezas de cada um de nós, e obviamente utiliza esta informação para atingir o seu objetivo, que é o nosso afastamento de Deus; afastamento esse que leva as pessoas ao sofrimento no mundo presente, e em um breve futuro serem lançados no lago de fogo. Uma punição que foi originalmente preparada, não para os homens, mas para as hostes do mal. O ser humano, porém, que decidir se unir ao exército do inimigo participará com eles do mesmo fim: “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos” (Mt 25:41).

Estudo Bíblico Nº 1: Satanás e a Substituição do Eterno Pelo Passageiro.

Começaremos aqui mesmo, nesta introdução, com uma tática que poderia muito bem ser considerada como a principal. Esta é uma estratégia que Satanás usa contra todos os seres humanos, sem exceção. Refiro-me à mudança de foco do eterno para o passageiro. Ou seja, o inimigo procura constantemente nos distrair com os muitos problemas deste mundo para que esqueçamos que tudo isso muito em breve passará em um piscar de olhos. A realidade é que tudo nesta vida presente não passa de uma grande ilusão. Não ilusão no sentido de que não seja real, pois os nossos sofrimentos são bem reais, mas ilusão no sentido da importância que normalmente damos aos afazeres e problemas do dia a dia, levando em conta que somos seres destinados à vida eterna.

Esta tática, foi usada por Satanás contra o próprio Cristo na tentação do deserto: “Se tu és o Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães” (Mt 4:3). Esta tentação do inimigo direcionada ao homem Jesus possui várias implicações, significados e objetivos, mas um deles era que Cristo se voltasse para a sua necessidade humana imediata; que Ele deixasse de lado por um pouco de tempo a sua identidade, a sua missão, e a sua verdadeira condição de Salvador da humanidade e preocupasse um pouco consigo mesmo. Jesus, porém, estava totalmente preparado para qualquer ataque que viesse, e lembrou a Satanás, citando Deuteronômios, que à parte das necessidades temporárias do homem, existe uma necessidade superior, que é a de se alimentar da palavra de vida eterna que provém de Deus: “o homem não vive só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor, disso vive o homem” (Dt 8:3; Mt 4:4).

Um hino antigo e muito conhecido tem um refrão que descreve muito bem a atitude que devemos ter quanto às coisas passageiras deste mundo. Traduzido diretamente do inglês, temos esta maravilhosa verdade:

Volte os olhos para Jesus,
Atente para o Seu lindo rosto,
E, misteriosamente, os eventos na
terra diminuirão em brilho,
No esplendor da Sua glória e graça.

Os eventos na terra, ou seja, tudo aquilo que nos aflige no dia a dia, como também todos os sonhos, ambições, planos e alvos que frequentemente ocupam o nosso tempo, nos desgastam psicologicamente e causam constante ansiedade e stress. Todas essas coisas perdem o seu valor quando treinamos a nossa mente a ter como foco a nossa verdadeira condição de co-herdeiros com Jesus do Reino de Deus (Ro 8:16-17). É algo maravilhoso quando os nossos sentidos se abrem para além daquilo que vemos e ouvimos no mundo físico. Uma melhor visão espiritual resulta em menos preocupação, mais paciência, e mais compaixão e amor para com as pessoas com as quais convivemos.

Queridos, estamos apenas começando esta série de estudos bíblicos, mas já me sinto muito animado com os bons frutos que colheremos, de acordo com a bondade e a misericórdia de Deus. Com a ajuda do Senhor, todos nós seremos abençoados ao desmascararmos o nosso grande inimigo. Logo abaixo, vocês verão uma lista de subtítulos para os 12 estudos que queremos cobrir nesta série. Espero te ver no céu.

Nesta Série de Estudos Bíblicos: