(Parte 3) As 12 Táticas de Satanás Contra o Cristão – Satanás e a Substituição da Obediência Pelas Emoções.

(Parte 3) Estudo Bíblico - As 12 Táticas de Satanás Contra o Cristão - Satanás e a Substituição da Obediência Pelas Emoções - Markus DaSilva

Por Markus DaSilva, Th.D.

Somos seres emocionais, todos nós. Alguns expressam as suas emoções mais facilmente que outros, mas todo o ser humano se entristece, se alegra, se arrepia, ri e chora. Isso é um fato. Também é fato que as nossas emoções são altamente susceptíveis às influências. Frequentemente rimos simplesmente porque vemos alguém rindo e choramos ao vermos alguém chorando. Basta observarmos as lágrimas no rosto de alguém pregando, dando um testemunho, orando ou cantando, que sem perceber começamos também a chorar. Sim, somos seres profundamente emocionais e influenciáveis e é por isso que o inimigo explora sem misericórdia essa nossa característica.

Estudo Bíblico Nº 3 – Satanás e a Substituição da Obediência Pelas Emoções.

Nossas emoções não seriam facilmente exploradas se fossem somente baseadas na verdade, mas não são. A indústria de entretenimento existe em grande parte porque não precisa se preocupar com a verdade para atrair os seus usuários; se preocupam sim, com a aparência da verdade; roteiros, cenários e atores convincentes lhes é suficiente. Um outro motivo que o setor de entretenimento é tão próspero é porque existe o lado viciante das emoções. As pessoas procuram cada vez mais – e estão dispostas a pagar – por situações que provocam a alegria, a tristeza, o medo, o terror… e outras emoções, tanto positivas quanto negativas. Nada disso, obviamente, possui a aprovação de Deus (Jo 8:44).

“Quando levantardes as vossas mãos, esconderei de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei” (Isaías 1:15a).

Deus, que é a verdade absoluta, não está procurando por adoradores que saibam expressar suas emoções, mas sim por aqueles que o adorem em espírito e em verdade (Jo 4:23). Em espírito por que não é na carne e em verdade porque é baseado em fatos e não em mentiras.

Uma tática eficaz de Satanás é fazer com que o cristão interprete as várias emoções positivas que ele sente em grupo ou a sós como uma confirmação da presença e aprovação de Deus, não vendo assim a necessidade de caminhar em completa obediência às suas palavras (Lc 11:28). Os pregadores e cantores de mais sucesso entre o povo de Deus são aqueles que conseguem estimular as emoções com mais frequências e maiores durações. A audiência se sente abençoada não porque ouviram a verdade e irão pô-la em prática, não porque foi determinado que a partir dali abandonarão os seus maus caminhos, se afastarão de tudo o que desagrada a Deus e se tornarão um povo santo, não, nada disso… o povo se sente abençoado tão somente porque a experiência foi emocionante.

Nos dias de Isaías, o Senhor lidou com um povo semelhante. Um povo rebelde que amava o pecado; que vivia em desobediência às suas palavras, provocando continuamente a sua ira, mas que seguiam o adorando como se tudo estivesse bem entre eles e Deus: “Ah, nação pecadora, povo carregado de iniquidade, descendência de malfeitores, filhos que praticam a corrupção! Deixaram o Senhor, desprezaram o Santo de Israel e o abandonaram” (Is 1:4). Abandonamos o Senhor ao ignorarmos as suas santas palavras; ao sabermos o que foi que Ele nos pediu, mas seguimos vivendo como se não soubéssemos; seguimos adorando ao Senhor, expressando com entusiasmo o nosso amor, dia após dia levantamos a Deus as nossas mãos em louvor e orações. “Quando levantardes as vossas mãos, esconderei de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei” (Is 1:15a).

Atentem para estas duras palavras do Senhor: “Quando levantardes as vossas mãos, esconderei de vós os meus olhos”. Deus não é tocado por demonstrações de emoções humanas, mas sim pelos seus atos de obediência. O Senhor deseja que sejamos obedientes às suas palavras, independentemente de qualquer emoção. A vida eterna será dada a todo aquele que crer e obedecer. Se o cristão não caminha em fé e obediência, ainda que ele se emocione facilmente, a ira do Senhor permanece sobre ele: “Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus” (Jo 3:36). O cristão pode nunca derramar sequer uma lágrima na igreja, ele pode nunca levantar a sua mão durante um louvor, pode nunca fechar os olhos e franzir a testa enquanto canta, mas se leva uma vida de obediência à palavra do Senhor ele atingiu o coração do Pai: “Bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a obedecem!” (Lc 11:28).

Queridos, o inimigo é astuto. Satanás sabe muito bem que frequentemente tiramos conclusões e tomamos decisões baseado nas nossas emoções, como se elas fossem confiáveis. Muitos pecados são cometidos porque somos levados pelas emoções, como o adultério, o julgamento e o ódio, mas o mais sério é a rebeldia à palavra de Deus (1Sm 15:23). Nestes últimos dias, as igrejas estão se tornando uma fonte inesgotável de emoções agradáveis ao nosso eu. Todo o ambiente está sendo cuidadosamente elaborado para nos causar emoções positivas e assim nos convencer que estamos agradando ao Senhor: lindas músicas de fundo, letras inspiradoras, belos cantores e instrumentistas; luzes, fumaças e danças que cativam; testemunhos e mensagens envolventes. Tudo isto nos sugere inequivocamente: “Deus está aqui!” Não se deixem enganar por nada disso. Deus não se vê impelido a associar-se com nada que a criatividade humana possa fabricar, por mais lindo e emocionante que nos pareça. Deus se encontra sim, em todo o coração do filho obediente. “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mt 7:21).

Irmãos, este texto estava encerrado no parágrafo acima, mas senti que deveria esclarecer um ponto importante. Somos seres emocionais e sempre seremos assim porque Deus assim nos fez. Emoção é algo bom, pois tudo o que Deus criou é bom. O próprio Deus se expressou várias vezes na bíblia utilizando de termos como: amar, odiar, se arrepender… e outras expressões antropomórficas (Êx 32:14; 2Sm 24:16; Jz 2:18). Além do mais, não devemos esquecer de Jesus, que por duas vezes as sagradas escrituras mencionam que ele chorou (Jo 11:33-35; Lc 19:41-42). O que quero dizer é que não são as emoções ou suas expressões que ofendem a Deus, mas sim quando o fazemos com o intuito de enganá-lo (como se isso fosse possível). Mas, quando as emoções provêm do filho obediente, elas sobem até os céus como um cheiro suave ao Senhor: “Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas” (1Tm 2:8). Espero te ver no céu.

Nesta Série de Estudos Bíblicos: